Morreu nesta sexta-feira o ex-governador do Paraná Emílio Hoffmann Gomes, aos 96 anos de idade. A causa da morte não foi divulgada.

Deputado federal por três mandatos, Gomes foi indiretamente eleito governador do Paraná pela Assembleia Legislativa após o falecimento de Pedro Viriato Parigot de Souza, em 1973. Ele esteve à frente do Estado até 15 de março de 1975. “O Paraná perde hoje uma grande personalidade, um homem que inspirou o desenvolvimento do Estado nas diferentes funções que ocupou ao longo de sua vida. Presto minha solidariedade e espero que seus amigos e familiares encontrem conforto neste momento de dor”, afirmou o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

Emílio Gomes nasceu em Ponta Grossa em 1925, e cresceu em Irati, centro-sul do Estado. Formou-se em Engenharia pela Universidade Federal do Paraná em 1949 e logo ingressou na carreira pública, trabalhando para o Departamento de Água e Energia Elétrica do Estado.

Foi eleito deputado federal pela primeira vez em 1961, sendo reeleito mais duas vezes consecutivas. Em sua gestão à frente do governo do Estado, buscou acelerar o desenvolvimento do Paraná atraindo investimentos privados e fortalecendo sua economia interna. Posteriormente, atuou como auditor no Tribunal de Contas do Paraná, onde se aposentou.