O canoísta cascavelense Marco Antônio Voigt Navarro retornou do Campeonato Sul-Americano de Canoagem Velocidade com medalhas no peito. Ele foi recepcionado (foto), ontem, por familiares e amigos de CRC (Clube de Regatas Cascavel) depois de ter defendido a seleção brasileira na competição realizada em Ensenada, na Argentina, na última semana.

No total, ele, que tem 16 anos de idade, ficou 15 dias longe de casa, pois passou um período de treinamento em Piraju (SP) com a equipe do Brasil antes de seguir ao Sul-Americano para sua primeira disputa internacional. O empenho lhe rendeu o segundo lugar no K4-500m e no K4-1000m, e o terceiro lugar no K2-1000m.

“Teve nervosismo, sim, lá foi outra atmosfera, um campeonato de proporção maior, com atletas gabaritados. Foi difícil, mas estou contente com meus resultados. Estar entre os dois ou três melhores do continente é muito satisfatório, é saber que estou fazendo o trabalho certo no dia a dia aqui no CRC, que estamos no caminho certo. Essa é a certeza que tenho”, disse Marco, que disputou sua última competição pela categoria Cadete.

Tempos

A medalha de prata do K4-1000m do Brasil (foto) na categoria cadete do Sul-Americano foi obtida com o tempo de 3min2204. O ouro ficou com os donos da casa na Argentina, com 3min13s65. O bronze foi para o Uruguai (3min29s24). Nos 500m do K4 cadete, a prata do Brasil veio com o tempo de 1min3501, enquanto o ouro da Argentina foi conquistado com 1min2946 e o bronze do Chile com 1min36s48. Já o terceiro lugar do K2-1000m do Brasil, na cadete, foi com o tempo de 4min02s40. O ouro ficou com a Argentina, com 3min40s85, e a prata com o Chile, com 3min45s76.

Novos desafios

Em 2019, Marco Antônio Voigt Navarro competirá pela categoria Junior, com atletas de até 23 anos. “Vai mudar bastante, o pessoal é grande, assusta, mas eu tenho total capacidade de oferecer a eles a dificuldade que qualquer um oferece na prova. Na canoagem é você contra você mesmo, cada um tem que cumprir sua prova e nenhum deles vai conseguir me atrapalhar de fazer isso. O importante é eu ser mais rápido que eles e para isso vou começar a treinar ainda hoje”.

Calendário

O calendário de disputas em 2018 terminou para o canoísta cascavelense Marco Antônio Voigt Navarro, mas isso não significa folga. É que no próximo ano o Campeonato Sul-Americano vai ser mais cedo, no mês de abril, e ele será seletiva para o Mundial, na Romênia. Mas para habilitar-se ao Sul-Americano ele terá que se sair bem na Copa Brasil, que será seletiva, e, portanto, será ainda antes.