rodrigo-maiaBRASÍLIA – Depois de participar da cerimônia de lançamento do Sistema de Informações Eleitorais (Siele), o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta terça-feira que haverá presença de 460 deputados inclusive na sessão do dia 12 de setembro, marcada para a votação do processo de cassação do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Pressionado pelas perguntas a respeito de haver quorum justamente numa sessão em plena campanha eleitoral, Rodrigo Maia disse que a data de 12 de setembro tem “a sua racionalidade” e que ela foi marcada como pediu a própria imprensa.

cunha

? Vai ter quorum todos os dias. A data (do julgamento de Cunha) está marcada. Vocês pediram a data e a data foi marcada; A data tem a racionalidade dela e corresponde ao que a sociedade espera, que esse processo possa estar encerrado antes do (término) do processo eleitoral ? disse Rodrigo Maia.

Momentos antes, o presidente da Câmara havia se negado a responder sobre as críticas dos opositores de Cunha à data fixada. Ele disse que já havia respondido sobre o assunto e encerrou uma entrevista. Momentos depois, acabou falando sobre o caso.

Na cerimônia, Rodrigo Maia disse que a Câmara é um dos órgãos mais transparentes do mundo.

? A Câmara do Brasil é uma das mais transparentes do mundo ? disse Rodrigo Maia.