Cascavel – Titular absoluta na lateral-direita do Cascavel nas últimas temporadas, Libano terá concorrência na posição a partir de agora. Ontem (21), foi anunciada a contratação de Mikael Doka, cedido por empréstimo pelo Santos. O jogador chega como mais uma opção em um setor que esteve carente nas últimas etapas e que precisou de improvisações ao longo dos campeonatos.
Com 21 anos, o atleta garante que vai brigar pela titularidade. “Fui muito bem recebido pelo grupo. Venho da base do Santos, tive uma boa experiência lá, e agora quero ajudar o Cascavel neste ano e, claro, brigar pela titularidade”, afirmou o novo contratado.

Preparação

O time fechou a primeira semana de treinamentos na tarde de ontem com a realização de diversos exames e os primeiros trabalhos físicos.  O técnico Tcheco fez uma avaliação positiva dos primeiros dias de trabalho. “Fiquei muito feliz com a entrega de todos nessa primeira semana. O quanto estão assimilando bem o trabalho e isso será importante para a gente ganhar tempo na sequência dos treinos”, garantiu.
Nesta semana, o elenco terá folga apenas na véspera do Natal. Logo após, os trabalhos serão retomados visando o campeonato paranaense de 2022.

 

 

+++ Mais: +++

 

Vasco quer Diego Souza

Rio – Buscando reforços para tentar o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro, o Vasco da Gama coloca Diego Souza como alvo prioritário durante a janela de transferências. Com grande passagem pelo Gigante da Colina entre 2011 e 2012, o atacante pode reforçar a equipe na próxima temporada.
O jogador não teve seu vínculo renovado com o Grêmio. A principal dificuldade é a questão dos valores de contrato. Apesar de uma possível chegada do jogador ser sem custos, o salário do atacante é muito alto para os atuais padrões do Vasco. Ao que tudo indica, no Grêmio, Diego recebia cerca de R$500 mil por mês, algo fora do teto salarial da equipe carioca.

 

Vôlei de Praia terá maior premiação

Rio – Novidades no sistema de disputa, mais equilíbrio, critérios definidos para bônus por performance, possibilidades de desenvolvimento e de experiências internacionais. Em 2022, o Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia terá um novo formato, elaborado pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) com foco em renovação, emoção, performance e sustentabilidade.  A premiação total ultrapassa os 6 milhões de reais, um valor 22% superior ao da temporada 2020/2021.

O Circuito Brasileiro passa a ser dividido em duas competições por etapa. O Aberto reúne as duplas entre o 8º e o 14º lugar no ranking, além de dois convidados e oito parcerias classificadas pelo qualifying. As partidas acontecem de quarta-feira a sexta-feira. Já o Top 8 será disputado de sexta-feira a domingo pelas sete duplas mais bem ranqueadas, além de um convidado especial: o campeão do Aberto anterior, que ganha o wild card como bônus pela performance.

A dupla vencedora de cada etapa Top 8 e seu técnico também terão um benefício além da premiação em dinheiro, e recebem da CBV o custeio de passagem, hospedagem, transporte e alimentação para disputar uma etapa do Circuito Mundial.

Seleção conhece adversários na Copa América

São Paulo – Depois de um período de treinos em Sorocaba na última semana, a Seleção Brasileira de Futsal conheceu os adversários na primeira fase da Copa América, que tem seu início previsto para o dia 26 de janeiro e a final no dia 6 de fevereiro. No torneio continental, a Amarelinha enfrentará Uruguai, Colômbia, Equador e Chile na fase de grupos. Na outra chave, estão Argentina, Paraguai, Venezuela, Bolívia e Peru.

“É um pouco diferente das Eliminatórias, as duas chaves ficaram bem equilibradas, bem distribuídas. Se levarmos em consideração as quatro equipes que disputaram o Mundial, ficou um equilíbrio entre Argentina, Paraguai e Venezuela na outra chave. Do lado de cá, a gente tem um grande concorrente, que é a Colômbia”, analisou o técnico Marquinhos Xavier.

 

Ultramaratona de Toledo tem homologação internacional

Toledo – Uma das mais tradicionais provas de pedestrianismo da região acaba de entrar para o seleto grupo homologado pela CBAT (Confederação Brasileira de Atletismo) para realização de ultramaratonas e para o calendário oficial da Associação Internacional de Ultramaratona.
A competição que colocou Toledo neste patamar é a 24 horas de corrida de revezamento e solo Torao Takada. Serão disputadas as modalidades 24 horas de revezamento; 24 horas solo; e 100km solo. A disputa é organizada pela Associação Correr Toledo, com apoio da Secretaria de Esportes e Lazer, e acontecerá nos dias 23 e 24 de abril de 2022.
A coordenadora do Setor de Esportes na Natureza, Paradesporto e Esporte no Interior, Sandra Beatriz Schossler, explica que este é um evento complexo em termos de organização, com poucas competições oficiais no Brasil e comemora. “Toledo tem a sua prova reconhecida”, comemora. “Isso significa que agora temos grandes chances de atrair atletas internacionais, não só da América Latina, mas de outros países, para busca de índice. Acredito que se emborrachar a pista, conforme há esse planejamento, Toledo vai virar polo das outras maratonas do Brasil e da América do Sul”, acrescenta Sandra.