O internacional manteve a liderança do Campeonato Brasileiro com uma vitória sobre o Botafogo, por 2 a 0, no Estádio Nilton Santos, no início da noite deste sábado. De quebra, o time colorado ainda terminou com a invencibilidade do time carioca no atual campeonato. Thiago Galhardo e Boschilia marcaram os gols do Colorado. 

Com o resultado, o Colorado chegou aos 15 pontos e é o líder do Brasileirão. o Botafogo permanece em 11º lugar na tabela de classificação, com seis pontos conquistados. Os dois times voltam a campo na próxima quarta-feira. o Botafogo enfrenta o Coritiba, às 20h30, no Nilton Santos; e, o Internacional encara o Palmeiras, em São Paulo, às 21h30.

GOL DE EX
O Internacional começou melhor e logo aos 5 minutos abriu o placar com o artilheiro do Brasileiro: Thiago Galhardo. Moisés, outro ex-jogador do Botafogo, fez um cruzamento na cabeça de Galhardo e o atacante, com muita liberdade, testou firme para colocar o Colorado na frente. O atacante se isolou na artilharia com cinco gols. 

Quando o Botafogo era melhor em campo, o Internacional ampliou. Thiago Galhardo roubou a bola na entrada da área e deixou Boschilia cara a cara com Gatito para fazer 2 a 0 para o Colorado. 

BOTAFOGO 0 X 2 INTERNACIONAL
Data-Hora: 29 de agosto de 2020, às 17h
Estádio: Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP) 
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (FIFA/SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
VAR: José Cláudio Rocha Filho
Assistentes do VAR: Adriano de Assis Miranda (SP) e Vitor Carmona Metestaine (SP)  
Gramado: Bom
Cartão amarelo: Caio Alexandre; Pedro Raul, Matheus Babi (BOT); D’Alessandro (INT) 

Cartão vermelho: – 

GOL: Thiago Galhardo 5′ 1ºT (0-1); Boschilia 27′ 1ºT (0-2); 

BOTAFOGO: Gatito Fernandez; Marcelo, Kanu e Rafael Forster (Luiz Otávio 13′ 2ºT); Barrandeguy, Caio Alexandre (Bruno Nazário 12′ 2ºT), Daniel Barcelos, Rhuan (Cícero 27′ 2ºT) e Guilherme; Matheus Babi e Pedro Raúl (Davi Araújo 41′ 2ºT).  Técnico: Paulo Autuori.  

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Saravia, Zé Gabriel, Cuesta, Moisés; Rodrigo Lindoso (Zé Gabriel 39′ 2ºT); Edenílson, Boschilia, Patrick (Marcos Guilherme 33′ 2ºT); D’Alessandro (Musto 24′ 2ºT), Thiago Galhardo. Técnico: Eduardo Coudet.