Xepa da vacina é aprovada

Após três meses de tramitação, o projeto que regulamenta o uso das doses que sobram nos frascos de vacina contra a covid-19 (chamado xepa) foi aprovado por unanimidade pelos deputados da Assembleia legislativa do Paraná. A proposta recebeu 46 votos a favor. Agora, o Projeto 249/2021, de autoria do deputado Arilson Chiorato (PT), segue para sanção do governador. “O projeto tem por objetivo evitar o desperdício, otimizar a aplicação e inibir possíveis desvios, como ocorreu, infelizmente, em algumas cidades. Não podemos achar que esse projeto não terá serventia. Pelo contrário, será de suma importância principalmente na aplicação da segunda dose e numa nova vacinação, que não está descartada diante das novas variantes do coronavírus”, defende o autor do projeto.

 

Homenagem

O Conselho Federal da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), em sessão ontem, prestou homenagem póstuma ao jurista paranaense René Ariel Dotti, morto em fevereiro deste ano, aos 86 anos. Defensor da democracia, herói da resistência, exemplo de advogado e de brasileiro foram as expressões mais destacadas durante a homenagem.

 

Sem desfile

A Prefeitura de Foz do Iguaçu informa que este ano não haverá o desfile cívico-militar ou comemorações alusivas ao Dia da Independência do Brasil, celebrado em 7 de setembro. A decisão sobre a não realização dos festejos em 2021 foi do Ministério da Defesa, para evitar aglomerações, ainda que haja uma diminuição no número de casos por covid-19, com o avanço da vacinação.

 

Devolução

O TCE-PR desaprovou a transferência de recursos realizada pela Prefeitura de Itaipulândia ao Instituto Brasil Melhor em razão da falta de documentos, da não comprovação de despesas e da terceirização indevida, e por isso multou os responsáveis e determinou a devolução de R$ 78.428,20 aos cofres municipais. A decisão foi alvo de recurso.

 

Lavagem de dinheiro

Com o objetivo de dificultar a lavagem de dinheiro, a CAE (Comissão de Assuntos Econômicos) do Senado aprovou ontem projeto que proíbe transações com dinheiro em espécie em quatro formas distintas: operações acima de R$ 10 mil, pagamento de boletos acima de R$ 5 mil; circulação acima de R$ 100 mil (ressalvado o transporte por empresas de valores); posse acima de R$ 300 mil, salvo situações específicas.

 

Lavagem II

O PL 3.951/2019 é do senador Flávio Arns (Podemos-PR) e recebeu parecer favorável do relator, senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), com uma emenda do senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR), a qual veda o uso de dinheiro em espécie em transações imobiliárias. Segundo Oriovisto, esse tipo de operação é rotineiramente usada para esconder patrimônio de origem não justificada ou lavar dinheiro obtido ilegalmente.

 

Foto:

Paranhos na Acic

O prefeito de Cascavel, Leonaldo Paranhos, é o convidado especial da Acic para a reunião empresarial agendada para esta quinta-feira (26), na Sala Paraná. Acompanhado de secretários, Paranhos vai apresentar indicadores e falar sobre gestão e desenvolvimento. Será servido café às 18h30 e a reunião terá início às 19h. O presidente da associação comercial, Genesio Pegoraro, informa que a reunião será presencial. “Todos que tiverem interesse no tema são convidados a participar”. Medidas sanitárias serão observadas para a segurança dos presentes. Outras informações podem ser conseguidas pelo telefone 3321-1432, com Ana Cláudia.