Informe da redação: sessão faz silêncio por mortes

Sessão faz silêncio por mortes

Quando usar máscara de pano

A sessão da Câmara de Toledo de ontem homenageou com um minuto de silêncio às pessoas falecidas nos últimos dias, dentre elas o agropecuarista Ivan Rossoni e Luciane Gasparin, vítimas da queda de uma aeronave no fim da tarde de terça-feira. A homenagem incluiu Rafael Lunelli, vítima da dengue, e Ederson Hoffmann, que fazia tratamento de saúde havia algum tempo.

 

 

Punição à dengue

O Paraná vive a pior epidemia de dengue da história. Para tentar conter o avanço da doença, a Alep aprovou ontem o Projeto de Lei 905/2019, que estabelece, em resumo, ações preventivas e de fiscalização, com a aplicação de multas e outras punições como suspensão de atividades e fechamento de estabelecimentos, com o objetivo de promover a eliminação dos focos do Aeges aegypti e outros vetores de zoonoses. Falta a sanção para entrar em vigor.

 

Uso de máscara

A Assembleia Legislativa aprovou ontem (22) projeto de lei que torna obrigatório o uso de máscara em todo o Paraná. “O projeto obriga às pessoas que vão à indústria, ao comércio ou a qualquer estabelecimento o uso de máscaras de pano. Segundo o Ministério da Saúde, é o melhor instrumento para evitar a propagação do coronavírus”, disse Luiz Claudio Romanelli. Restam três votações para ir para sanção.

 

Licitações covid

Devido à inédita crise sanitária e econômica gerada pela pandemia mundial de coronavírus, o Tribunal de Contas orienta os gestores municipais e estaduais do Paraná em relação aos procedimentos licitatórios destinados à compra de insumos e contratação de serviços para enfrentar a situação de calamidade pública e as aquisições rotineiras. As recomendações estão resumidas na palestra on-line Medidas Municipais para a Contenção da Covid-19, disponível no portal da Escola de Gestão Pública do TCE-PR.

 

Volta dos voos?

Do lado de lá da fronteira, a empresa aérea JetSmart já está vendendo passagens de Buenos Aires para Puerto Iguazú (Argentina). O primeiro voo será no dia 30 de abril. Só que, para comprar passagens, haverá uma restrição: o passageiro precisa ter domicílio no local a que se dirige, já que a intenção é atender apenas passageiros que estão em outras províncias e querem voltar para suas casas. A Aerolineas Argentinas retoma os voos dia 16 de maio. Voos internacionais só após 30 de maio.

 

Flexibilização I

Ainda do lado de lá… O presidente Mario Abdo Benítez deve anunciar as primeiras medidas de flexibilização da quarentena no Paraguai nesta sexta (24). A liberação de atividades será feita semanalmente, mas, se houver descontrole da pandemia de covid-19, a quarentena voltará a ser rigorosa.

 

Flexibilização II

Dois setores ficarão por último: as fronteiras e as aulas, “porque são os setores mais vulneráveis para a contenção e para evitar a propagação, levando em conta que alguns dos países vizinhos estão com uma grande propagação do vírus”. O Paraguai tem sido exemplo na América do Sul no combate ao novo coronavírus: 213 casos confirmados e nove mortes.

 

Por aqui

No Brasil, o presidente Jair Bolsonaro já disse várias vezes que quer a reabertura das fronteiras. Só lembrando que o Brasil foi o último país a fechar as fronteiras terrestres, depois que os vizinhos já tinham nos fechado as portas.

Contra a crise

Medidas fiscais têm sido as ações mais adotadas pelas principais economias do mundo para minimizar os impactos da crise causada pela pandemia de covid-19. Estudo do Observatório Sistema Fiep, que analisou 172 ações anunciadas em março, mostra que 63,4% delas seguiram essa linha, enquanto as medidas monetárias representaram 33,7%. O Brasil não seguiu a tendência, com 45,5% das medidas com caráter fiscal e 54,5% com viés monetário.

Mosquito da dengue nas áreas externas


Fale com a Redação

onze + quinze =