Informe da redação: Regina diz sim a Bolsonaro, a caixa-preta do BNDES e Coronavírus

Regina diz sim a Bolsonaro

Unimed

Acabou a novela! Ou está só começando… Após um curto “noivado”, a atriz Regina Duarte disse sim ao presidente Jair Bolsonaro e é a nova secretária especial da Cultura do Brasil. Aos 72 anos, a atriz substitui o dramaturgo Roberto Alvim na Secretaria Especial da Cultura; Alvim foi demitido após usar trechos de discurso nazista em um vídeo em que anunciava o projeto do Governo Bolsonaro para a cultura, o qual foi suspenso em seguida.

A tal da caixa-preta

Em entrevista para explicar auditoria que investigou a tal “caixa-preta” do BNDES, Gustavo Montezano disse que o País “construiu leis, normas, aparatos legais e jurídicos que tornaram legal esse esquema de corrupção”. O presidente “corrigiu” o próprio banco e disse que a auditoria custou “apenas” R$ 42,6 milhões (e não R$ 48 milhões) para investigar contratos da JBS, nos quais não encontrou ilegalidades. Então, sugeriu que práticas criminosas foram “legalizadas”, mas não quis explicar a quais leis se referia. No fim, falou, falou, e nada disse.

Estrelato

Descobriu-se agora que Lulinha – como é conhecido um dos filhos do ex-presidente Lula – tinha planos ambiciosos para promover a imagem do pai e ainda ganhar algum dinheiro com isso, claro. A intenção era fazer a produção de um documentário no valor de R$ 10 milhões e posteriormente criar um time de futebol, o Marti Soccer Club.

Marcha dos prefeitos

A 23ª Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, de 25 a 28 de maio em Brasília, está com as inscrições abertas. O tema deste ano vai ser “O aperfeiçoamento da gestão municipal e a melhoria da qualidade de vida da população”.

Emendas

Antes disso, os prefeitos estarão na terça-feira (4) em Brasília para definir as emendas parlamentares e carimbar recursos para obras consideradas fundamentais em pleno ano eleitoral. A data-limite foi dada pelo presidente Jair Bolsonaro.

Lixões

Decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro semana passada adiou para 2022 o prazo final para que estados e municípios elaborem seus planos de saneamento básico, conforme determina a Lei 11.445/2007. É a quarta vez que o prazo é adiado e os lixões vão ganhando sobrevida.

Em Toledo

Os diretores do BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul) Wilson Bley e Borges de Silveira estarão em Toledo na próxima quarta-feira (5). Eles apresentarão ao prefeito Lucio de Marchi, a secretários municipais e à imprensa o programa para aceleração de startups, que tem foco no agronegócio realizado em parceria com a PUC-PR. Os primeiros espaços de aceleração estão nas unidades da PUC em Toledo e Londrina.

Nome e sexo I

Mais rápida e menos burocrática, a alteração de nome e de gênero nos Cartórios de Registro Civil se tornou possível em 2018 e conferiu cidadania à população LGBTQIA. No Paraná, 291 pessoas já mudaram de nome e de sexo nos seus documentos pessoais. No Brasil, o número total é de 6.086 procedimentos realizados em cartórios.

Nome e sexo II

Nos cartórios paranaenses, 165 alterações foram solicitadas do gênero masculino para o feminino e as outras 126 ocasiões foram do gênero feminino para o masculino. Na capital paranaense, o número de alterações chegou a 129 de junho de 2018 ao fim de 2019.

Coronavírus

Em Cascavel, o vereador Rafael Brugnerotto protocolou ontem ofício para o secretário de Saúde, Thiago Stefanello, pedindo informações a respeito dos protocolos de prevenção do município contra o coronavírus. Um dos motivos da preocupação é em relação ao Show Rural, semana que vem, que recebe delegações de dezenas de países, incluindo a China.

brde2

Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação