Caça às bruxas

No mês delas, as bruxas que estão sendo caçadas em Toledo têm outro tipo de caldeirão. É a sigla partidária. Tripudiado publicamente nas redes sociais devido ao resultado das eleições de 7 de outubro, agora o vice-prefeito Tita Furlan foi literalmente excluído de grupos oficiais da prefeitura à qual foi devidamente eleito. Ele postou em suas redes sociais prints de dois grupos “Toledo Prefeitura” e “Secretários 2017/2020” nos quais foi removido. Em seu perfil, disse “Vice-prefeito excluído dos grupos da prefeitura… Patético. Por essas e outras que o PP… Com a palavra quem gostaria que eu auxiliasse essa administração”.

Especulações

Como todo início de governo, crescem as especulações sobre quem pode assumir vaga de primeiro escalão. Uma das fofocas citam dois “ministeriáveis” paranaenses no Governo Bolsonaro: o ex-deputado Abelardo Lupion (DEM) poderia ser indicado para a presidência da Itaipu e o empresário Wilson Picler (PSL) poderia ocupar o Ministério da Educação. Outro cotado mencionado pelo próprio eleito é o deputado federal Fernando Giacobo (PR).

Doação

E por falar em Bolsonaro… O presidente eleito disse no seu Twitter ontem que pretende doar os restos de campanha para a Santa Casa de Juiz de Fora, onde foi socorrido e operado após ter levado uma facada em um ato de campanha. Só que, segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), a lei não permite que o candidato doe o que não gastou durante a campanha.

Contas

Bolsonaro diz que gastou cerca R$ 1,5 milhão na campanha, só que a prestação de contas ao TSE aponta exatos R$ 2.452.212,91 de despesas, valor que pode aumentar já que o prazo para a prestação final das contas ainda não acabou. Segundo o TSE, as sobras de campanha devem retornar ao partido.

Reflexão

O juiz federal Sérgio Moro sinalizou ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) sobre eventual convite para chefiar o Ministério da Justiça ou para integrar o STF (Supremo Tribunal Federal). Em nota oficial, o magistrado declarou que “caso efetivado oportunamente o convite, será objeto de ponderada discussão e reflexão” e que ficará honrado “com a lembrança”.

Ele vai

A interlocutores próximos, Moro tem dito que se for convidado para o Ministério da Justiça vai inicialmente conversar com Bolsonaro para identificar “convergências importantes” e “divergências irrelevantes”. Mas tudo indica que ele vai. Vale lembrar que a esposa de Moro comemorou publicamente a vitória de Bolsonaro no domingo.

Quadro Negro

Nas alegações finais de um dos processos criminais da Operação Quadro Negro, o Ministério Público do Paraná pede a condenação do ex-diretor da Secretaria de Estado da Educação Maurício Fanini, do empresário Eduardo Lopes de Souza, dono da Valor Construtora, e de outros 12 acusados de corrupção, lavagem de dinheiro, fraude a licitação e falsidade ideológica. Após apresentação da defesa dos réus, o processo vai para sentença.

Ratinho, Cida e a bancada

O governador eleito Ratinho Junior (PSD) deve se reunir nesta quarta-feira pela primeira vez depois das eleições com a bancada paranaense na Câmara Federal. O encontro será em Brasília, às 9h, para definir as emendas que serão propostas ao Orçamento de 2019. O encontro foi organizado pelo coordenador da bancada, deputado federal Toninho Wandscheer (Pros). Inicialmente, a reunião seria apenas com o governador eleito. Porém, a equipe da governadora Cida Borghetti (PP) informou na tarde de ontem que ela também irá participar. A governadora já está em Brasília.