Declarada guerra às fake news

As fake news (notícias falsas) que circulam pela internet serão combatidas por um exército formado pelas militâncias do MDB, do PDT e do PCdoB no Paraná. A estratégia foi definida pelo candidato ao governo do Estado deputado João Arruda em reunião com coordenadores regionais de sua campanha. "Vamos criar um exército de soldados na redes sociais. A nossa militância vai combater os robôs, fakes e impulsionamentos pagos", anunciou João Arruda. Segundo o candidato, a organização dos coordenadores e dos núcleos digitais estará a cargo da candidata à vice, professora Eliana. "Teremos coordenadores regionais, municipais e setoriais", adiantou João Arruda, que completou: "Somos a mudança séria que o Paraná precisa. Gente de verdade! Produto de marketing não sabe governar".

Impasse em Foz I

Parlamentares que integram as comissões permanentes da Casa de Leis de Foz do Iguaçu se reuniram esta semana para tratar de diversos assuntos relevantes para o Município. Entre os temas estava o Projeto de Lei 37/2018, encaminhado pelo prefeito Chico Brasileiro pedindo autorização para operação de crédito com o Banco do Brasil no valor de R$ 5 milhões.

Impasse em Foz II

Entretanto, o projeto gerou algumas dúvidas durante a análise da Comissão Mista e do setor legislativo da Câmara. O Departamento Jurídico da casa também fez alguns apontamentos. Por esse motivo, os vereadores convidaram o secretário da Fazenda, Erton Neuhaus, para pôr fim ao impasse.

Impasse em Foz III

O presidente da Comissão Mista, tenente-coronel Jahnke, disse que “existe uma preocupação porque o projeto inicial indica o Banco do Brasil como o banco a fazer essa operação de crédito. Por isso, o projeto recebeu parecer contrário, tanto do setor jurídico quanto do Ibam. Então achamos conveniente chamar o secretário, porque, em tese, segundo o setor jurídico, não poderia ser direcionado ao Banco do Brasil”.

Juros menores

O secretário explicou que a escolha foi por vantagens de taxa de juros reduzidas e prazo estendido para pagamento. O dinheiro será usado para a compra de veículos pesados e maquinários para a manutenção dos trabalhos de pavimentação das vias urbanas. Na justificativa, o prefeito ressalta que esses equipamentos podem também ser utilizados para a Usina de Asfalto.

Reunião na Itaipu

Os prefeitos dos municípios que fazem parte da Amop (Associação dos Municípios do Oeste do Paraná) participam nesta quinta-feira de uma reunião com representantes da Itaipu Binacional para discutir os convênios vigentes com as cidades e também discutir novas possibilidades de parceria. O encontro será às 11h30 da manhã no Refúgio Biológico, em Foz.

Pesquisa

Hoje sai a primeira pesquisa da disputa eleitoral ao governo do Paraná. A expectativa é por ser a primeira sondagem após as convenções e as definições dos candidatos e agora sem Osmar Dias na disputa, que aparecia empatado na liderança com Ratinho Jr. O levantamento também traz uma amostra do trabalho de Cida Borghetti em quatro meses como governadora.

Pesquisas “secretas”

De abril a junho de 2018, no auge das articulações políticas no Paraná, os deputados estaduais gastaram cerca de R$ 150 mil da cota parlamentar com empresas de pesquisa de opinião e de teleatendimento. Foram 20 pagamentos para os serviços de levantamentos de dados nos meses anteriores às convenções partidárias. As informações são da Gazeta do Povo. Nesta legislatura, chega a R$ 2 milhões o total gasto pelos deputados com empresas de pesquisa de opinião. Desde 2015, foram 247 notas pagas por serviços desse tipo, com preços que variaram de R$ 500 a R$ 30 mil. Segundo dados do portal da transparência, 37 parlamentares pediram ressarcimento em notas de empresas de pesquisa no período – três quartos dos parlamentares.