Informe da redação do dia 14 de janeiro 2020

Fim da folga

Depois de uns dias sumido do mapa, o governador Ratinho Junior reuniu parte da sua equipe para discutir o planejamento de 2020 e fez questão de postar as fotos nas suas redes sociais. O teor da reunião não foi divulgado pela assessoria.

Escritório de portas fechadas

Até a próxima sexta-feira (17), todas as atividades do escritório da Itaipu Binacional em Curitiba serão encerradas. O processo de transferência dos empregados para Foz do Iguaçu, sede da usina, por determinação do diretor-geral brasileiro, Joaquim Silva e Luna, teve início em julho do ano passado e termina agora, em janeiro, com alguns dias de antecedência. Com a concentração dos empregados em Foz, o principal ganho é em eficiência, já que todo o corpo funcional vai atuar junto o tempo todo, sem necessidade de locomoção de uma cidade para a outra. A medida também permite uma economia significativa de recursos, como os gastos com o aluguel do prédio e em passagens e estadias dos empregados que faziam frequentes viagens de Foz a Curitiba e vice-versa.

Demissões

No processo de migração, foram transferidos 97 empregados e 18 aderiram ao Programa Permanente de Demissão Voluntária. Novas admissões estão suspensas desde abril.

Pauta principal

O senador Oriovisto Guimarães adiantou que vai concentrar os esforços em duas pautas neste ano: a discussão final da PEC Emergencial (da qual é relator), o Pacto Federativo e a PEC dos Fundos. Tudo isso, segundo o senador, somado a uma cultura de responsabilidade fiscal, deve dar um impulso à economia brasileira.

Saúde brasileira

A Vigitel, responsável pela vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas, começa pesquisa para saber como anda a saúde dos brasileiros. A intenção é ouvir cerca de 27 mil pessoas somente no primeiro semestre.

Aliança I

O deputado Coronel Lee trouxe a campanha de criação do Aliança Pelo Brasil a Cascavel. Ele usa suas redes sociais para mobilizar os eleitores cascavelenses que querem assinar o projeto do partido, cujo ponto de apoio foi instalado no Cartório Esteves Santos.

Aliança II

Por falar nisso… apoiadores do presidente Jair Bolsonaro organizam uma manifestação no Centro de Cascavel: será o 1º Mutirão de Apoio ao Aliança pelo Brasil, nos dias 15, 16 e 17, das 8h até 17h, em frente à Catedral Nossa Senhora Aparecida. Os organizadores pretendem mobilizar eleitores para ingressar na sigla.

Redução

Segundo dados do TSE, diminuiu o número de brasileiros filiados a algum partido político. Comparando os dados de novembro de 2018 e mesmo mês do ano passado (último mês com dados disponíveis), a queda foi de 16,8 milhões para 15,6 milhões de filiados. O partido com mais integrantes é o MDB, com 2,1 milhões. Em seguida vem o PT, com 1,4 milhão; seguido pelo PSDB e pelo PDT, com 1,3 milhão e 1,1 milhão de filiados, respectivamente.

Em crise

Desde que caiu a obrigatoriedade do imposto sindical, em 2017, a arrecadação dos sindicatos segue em queda livre. Ano passado, o Governo Bolsonaro tentou proibir, por medida provisória, o desconto da contribuição sindical da folha de pagamento e as receitas diminuíram ainda mais.

 

Em números

Dados da Secretaria do Trabalho mostram que, de 2017 para 2019, a arrecadação dos sindicatos caiu quase 96%, passando de R$ 2 bilhões para R$ 88,2 milhões (resultado parcial de 11 meses). A reforma trabalhista entrou em vigor no fim de 2017 e seus efeitos foram sentidos já em 2018, quando a arrecadação caiu 86%, passando para R$ 282,9 milhões.

 



Fale com a Redação

14 + 18 =