Informe da redação: acelera Foz, contra o vírus, regularizados e auxílio ilegal

Acelera Foz

Quando usar máscara de pano

A Itaipu, entre outros órgão e entidades, lança hoje o Programa Acelera Foz, que pretende colocar a cidade em novo patamar econômico e com inovação tecnológica, a partir de uma série de ações estruturantes já em andamento e preparando Foz para uma nova realidade. O programa é parte de um plano de retomada econômica que tem como coordenação estratégica o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Foz do Iguaçu, a Itaipu, o Parque Tecnológico Itaipu, a prefeitura, o Sebrae, o POD (Programa Oeste em Desenvolvimento), a Acifi (Associação Comercial e Empresarial de Foz do Iguaçu) e o Conselho Municipal de Turismo.

Contra o vírus

Universidades federais conduzem no Brasil pelo menos 823 pesquisas relacionadas ao coronavírus. Além disso, há pelo menos 96 ações de produção de álcool e produtos sanitizantes e 104 ações de produção de equipamentos de proteção individual. As universidades foram responsáveis, até o momento, pela produção de mais de 990 mil litros de álcool gel, mais de 910 mil litros de álcool líquido e mais de 160 mil protetores faciais.

 

Regularizados

O TSE informou que 1.040.323 eleitores solicitaram a regularização de pendências com a Justiça Eleitoral. Agora, nenhuma alteração no cadastro eleitoral será permitida antes das eleições municipais, quando serão eleitos prefeitos e vereadores nos 5.568 municípios do País.

Auxílio ilegal

Em meio à dificuldade de milhões de pessoas de conseguir acessar o auxílio emergencial de R$ 600, um bando de militares recebeu o benefício. Ontem, o Ministério da Cidadania informou que os militares que receberam o auxílio indevidamente terão de devolver os recursos aos cofres públicos, mas não informou como foi aprovado, se a regra é rende mensal de até R$ 552,50.

Penduricalhos

Por falar em militares… O Ministério da Defesa obteve da AGU aval permitindo que militares da ativa ou da reserva que tenham cargo adicional no setor público possam receber rendimentos acima do teto constitucional, que é de R$ 39 mil. Essa mudança faria com que alguns servidores passassem a receber acima do limite constitucional. O Ministério da Economia, contudo, é contra a mudança.

Sesa decide; quando?

O governador Ratinho Junior disse ontem que o Paraná não vai seguir o novo decreto federal que considera salões de beleza, barbearias e academias como atividades essenciais e deveriam estar liberados para funcionar mesmo com quarentena. Segundo ele, no Paraná é a Sesa (Secretaria de Saúde) quem define os critérios para abertura.

Sesa decide; como?

No dia 28 de abril o governo estabeleceu que a Sesa definiria os critérios para funcionamento de atividades econômicas. Nesse mesmo dia, o Jornal O Paraná questionou a secretaria sobre esses critérios e como ficaria a situação dos municípios que já tinham flexibilizado a quarentena. No dia 4 de maio a assessoria informou que “a Sesa está em discussão junto ao COE para definições a partir de critérios técnicos e monitoramento do número de casos”, e até hoje essas dúvidas continuam sem resposta.

Sem Timão no domingo

O Corinthians avisou a CBF (Confederação Brasileira de Futebol), a FPF (Federação Paulista de Futebol) e a Rede Globo que não vai mais jogar à noite nem aos domingos. Por meio de comunicado, o presidente Andrés Sanchez ameaçou não mandar o time a campo caso suas partidas sejam marcadas nessas datas. A decisão foi motivada após dois processos de jogadores contra clubes. Um do ex-zagueiro Paulo André, movido contra o próprio Corinthians. O do volante Maicon contra o São Paulo. Ambos exigiram o pagamento de remunerações adicionais por terem atuado à noite, em domingos e feriados. O primeiro ganhou R$ 1,2 milhão. Maicon ganhou em primeira instância R$ 200 mil, mas o processo continua aberto.

 

Mosquito da dengue nas áreas externas


Fale com a Redação

dez + catorze =