Curitiba – Em Curitiba nessa segunda-feira para visitar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva depois do primeiro turno das eleições 2018, o candidato à Presidência Fernando Haddad (PT) afirmou que conversará com "as forças democráticas do País" que saíram derrotadas no primeiro turno e que pretende pedir a seu adversário no segundo turno das eleições 2018, Jair Bolsonaro (PSL), para estabelecer um pacto com contra ataques e mentiras nas redes sociais durante a campanha.

Haddad afirmou que, além de ter procurado ex-rivais como Ciro Gomes (PDT) e Guilherme Boulos (Psol), está procurando aliados do PSB para reunir forças para disputar o segundo turno: "Temos total tranquilidade para ajustar parâmetros do programa que pretendemos fazer para resgatar reafirmação dos direitos, dos valores democráticos, que está no cerne do nosso projeto", disse, mencionando, por exemplo, "grande convergência de ideias" do programa petista com o de Ciro.