Marcha contra taxas

Acompanhando o ritmo das Câmaras por todo o Estado, Rômulo Quintino (PSL) elaborou projeto para extinção da taxa mínima da Sanepar. Agora, Sebastião Madril (PMB) pediu à prefeitura alteração da Lei Municipal 6.572/2015, que trata do lançamento e da cobrança da contribuição para custeio da iluminação pública e isenções da taxa da CIP (Contribuição de Iluminação Pública). Pela lei em vigor, são isentos os contribuintes das unidades com consumo de até 100 KWh/mês. Madril quer ampliar a isenção para 220 KWh/mês e que sejam beneficiários dos programas sociais de baixa renda.

Terceirizado

Para agilizar serviços de manutenção, a Prefeitura de Cascavel contratou empresas que ficarão disponíveis para atender a rede municipal. Em lotes diferentes, foram vencedoras do certame: Douglas Roman Eireli, no total de R$ 1.224.835; Hoffman & Colonetti Ltda ME, no valor de R$ 748 mil; e, ainda, M Notari & Cia Ltda ME, com valor de R$ 77.539,40. O pregão eletrônico segue a modalidade de registro de preços, ou seja, os serviços executados é que serão pagos.

Escudeiros fiéis

Diante da revolta popular sobre o escândalo envolvendo os pedágios no Paraná que resultou inclusive na prisão do ex-governador Beto Richa (PSDB), dois cascavelenses não perderam a “fé” no ex-chefe: Miroslau Bailak e Maurício Theodoro têm se desdobrado para convencer que nunca antes na história deste estado se fez tanto quanto na era Richa.

Posse marcada

Com um grande desafio pela frente para mostrar a que veio, Alécio Espínola (PSC) toma posse oficialmente na segunda-feira, 9h, na primeira sessão ordinária do ano, como presidente da Câmara de Cascavel. Também assumem as funções na Mesa Diretora: Roberto Parra/MDB, 1º vice-presidente, Valdecir Alcântara/PSL, 2º vice-presidente, Aldonir Cabral/PDT, 1º secretário, e Paulo Porto/PCdoB, 2º secretário. Devido à proximidade com Leonaldo Paranhos, Alécio tem sido muito sondado sobre a Câmara virar um “puxadinho do Paço”. Paranhos já confirmou presença na posse.

Por falar…

E por falar em puxadinho… tem crescido a pressão de alguns vereadores para fazer o tal “puxadinho” da Câmara. Os motivos apresentados têm sido de arregalar os olhos.

Informativo

A Câmara terá um informativo impresso. Uma empresa contratada para diagramar e imprimir a cada três meses o informativo no formato tabloide. Serão gastos R$ 7,8 mil para rodar 30 mil exemplares.

** O ex-deputado estadual Adelino Ribeiro parece bem próximo de Evandro Roman. Ambos, inclusive, estariam pensando em se unir para disputar o Paço Municipal.

** Paranhos sabe dos adversários e quer a todo custo manter Adelino do seu lado e, para isso, até lhe ofereceu a Secretaria de Obras.