Juros dos empréstimos

Pelo que consta na última prestação de contas feita pela Prefeitura de Cascavel, nos quatro primeiros meses deste ano foram pagos R$ 2.858.978,95 só em juros de empréstimos contratados. De amortização da dívida foram desembolsados R$ 16.238.245,54. Sem dúvida, essa conta é reflexo do empréstimo com o BID. Da amortização do contrato de empréstimo de US$ 28.750.000 já houve o pagamento da primeira parcela em abril de 2019, no valor de US$ 600.032,85 (R$ 2.331.127,62), restando para serem pagas 39 parcelas de US$ 721.794,03 (vencimento nos meses de abril e outubro), no valor total de US$ 28.149.967,15.

Explicações

O novo empréstimo autorizado pela Câmara vai contemplar a conclusão do ginásio de Juvinópolis, destruído em 2014. No entanto, o vereador Fernando Hallberg (PDT) questiona a destinação de R$ 600 mil já empenhados de licitação anterior, quando a empresa vencedora abandonou o serviço (2016) e outras duas empresas desistiram do certame. “O que foi feito com aquele dinheiro? A empresa foi punida?”

Louvor aos pastores

Se fizer as contas bem certinho, o vereador Misael Júnior (PSC) ganha nas homenagens feitas aos afetos em religião. Toda semana tem algum protocolo referente a votos de louvor, no plenário da Câmara, tempo que poderia ser usado para debater temas de interesse social. Os felizardos ontem foram os pastores Natal Ferreira da Silva e Elieser Ribeiro Santos. Ambos receberam congratulações do parlamentar pelos respectivos aniversários.

Avançar Cidades

A prefeitura começará a usar o recurso emprestado para o Programa Avançar Cidades. Leonaldo Paranhos anunciou que será publicada a licitação para obras importantes como a revitalização das Avenidas Papagaios, Interlagos, Gralha Azul e Leonardo da Vinci e das Ruas Altemar Dultra, Itália e Xavantes.

Amigos do Rei

Para o vereador Sebastião Madril (PMB), a extinção da Cettrans e a criação da Transitar não só vão aumentar os gastos com servidores, como também vão trocar técnicos por inexperientes. Ele acredita que serão nomeados, na maioria, indicados políticos.

Defesa Civil

Falando em indicados… quem assumiu vaga comissionada ontem é o novo coordenador municipal da Defesa Civil, Márcio Ribeiro. O cargo estava aberto desde abril, quando – sem muitas explicações – Newton Fontoura pediu exoneração. Ribeiro tem fortes laços com o vereador Olavo Santos (PHS) – ele é o coordenador diocesano da RCC (Renovação Carismática Católica), movimento comungado entre ambos.

Nota zero

Se fosse a julgadora, a vereadora Nadir Lovera (Avante) daria zero à Comissão de Educação, levando em conta os princípios do projeto Leitor do Ano. Isso porque o parecer contrário “foi assinado sem ser lido o projeto”, disse Lovera, que acrescentou: “houve canetaço”, ação que ela classificou como irresponsável. Os membros não aceitaram a nota e justificaram o parecer, que foi acatado pelo parlamento.