Rio – A Conmebol oficializou uma sequência de finais de competições sul-americanas para o Estádio Centenário, em Montevidéu. Assim, Taça Libertadores, Libertadores feminina e Copa Sul-Americana serão realizadas em um intervalo de 22 dias na capital do Uruguai.

A confirmação veio após as tratativas com o governo uruguaio que cedeu cerca de 50 mil doses de vacina contra a Covid-19 para a entidade do futebol que, em troca, está fazendo uma reforma do principal palco do futebol no país.

Flamengo e Palmeiras jogam no dia 27 de novembro para a definição do título da Taça Libertadores de América. Antes da final de novembro, a Libertadores já teve outra decisão 100% brasileira em três ocasiões: Palmeiras x Santos, na final de 2020; São Paulo x Athletico, em 2005; e, São Paulo x Internacional, em 2006.

O Palmeiras vai para sua sexta decisão de Libertadores, um recorde entre brasileiros, ao lado do São Paulo. Nas outras cinco finais, o Verdão conquistou dois títulos, em 1999 e 2020, e foi vice três vezes – 1961, 1968 e 2000.

Já o Flamengo chega à sua terceira final de Libertadores, tendo sido campeão nas outras duas que disputou: em 1981, diante do Cobreloa, do Chile, e 2019, esta em jogo único, com vitória sobre o River Plate em Lima, no Peru.