Rio de Janeiro – A próxima rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo pode não contar com os jogadores que atuam em clubes da Inglaterra e da Espanha. As ligas dos dois países não querem fazer a liberação de atletas mesmo se tratando de data Fifa, por conta do risco de contaminação pela covid-19.

Para o presidente da Fifa, Gianni Infantino, a questão é de extrema importância e solidariedade. “Peço uma demonstração de solidariedade com cada associação que faz parte da Fifa, cada liga e cada clube para fazer o que é correto e justo para o futebol mundial. Muitos dos melhores atletas do mundo jogam nas Ligas da Inglaterra e da Espanha. Acreditamos que estes dois países tem a responsabilidade de preservar e proteger a integridade das competições esportivas pelo mundo”, disse Infantino.

Roberto Firmino, Alisson e Fabinho, que atuam pelo Liverpool seriam desfalques para o time comandado por Tite.