A Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) fez um alerta ontem sobre a realização de provas sem autorização (pirata) em Cascavel. Em ofício encaminhado ao prefeito Leonaldo Paranhos, com cópia para Luiz Ernesto Mayer Pereira, secretário de Cultura e Esporte de Cascavel, o diretor jurídico da FPrA, Jakson Hohara Mendes, informa que a competição denominada “Rei da Rua – Área 45” não tem autorização da entidade, que não tem conhecimento se os protocolos esportivos, de segurança e quanto à covid-19 serão cumpridos. A divulgação é de que o evento ocorrerá neste sábado (5), no Autódromo Zilmar Beux.

No ofício, Jakson informa que a FPrA é a única e a entidade máxima do deporto automobilístico no Paraná, conforme determina a Legislação Desportiva (Lei nº 9.615, de 24 de março de 1998 – Lei Pelé), bem como cumpridas as determinações da Lei 9.503, de 23 de setembro de 1077, Código de Trânsito Brasileiro, em seu artigo 67, inciso I. Diante disso, a realização da competição está proibida e, se realizada, o promotor assume, com os órgãos públicos, a responsabilidade por possíveis reparos a danos e acidentes.

O secretário Luiz Ernesto não atendeu as ligações deste colunista, enquanto Renato Pompeu, presidente do Automóvel Clube de Cascavel, informou que o clube presa pela legalidade e segurança dos eventos sob sua jurisdição e que não reconhecerá o evento sem o alvará da Federação e da prefeitura, bem como toda a documentação necessária de órgãos públicos.