Exagero é fruto da insegurança e autoestima baixa.

A insegurança produz uma falsa percepção de si mesmo promovendo instabilidade e destruindo sua autoimagem. O Criador deu a você uma identidade, qualquer coisa que se difere daquilo que é o plano original Dele deve ser abandonado.

O exagero é uma resposta da insegurança, pois, na tentativa de ser aceito, é necessário apresentar às pessoas resultados melhores do que os que se obteve, aumentando histórias ou enriquecendo os fatos.

Na verdade, o exagero é apenas um escape para a aceitação. Quem exagera não deseja que o outro acredite em sua história, mas que o aceite. Dessa maneira, acaba se tornando refém do exagero e sempre reproduzirá isso em suas conversas e relações cotidianas.

 

Quando você pensa em exagerar, já imagina uma história simples que virou uma ficção de cinema norte-americano, mas não. Situações do dia a dia podem receber uma pitada de exagero sem que você mesmo perceba, haja vista que pode se tornar um vício.

Arredondar valores de objetos para parecer mais caro ou mais barato são exemplos disso. Você teme a reação do outro ao dizer o preço exato, então decide reduzir ou aumentar diante de determinada situação.

Como um vendedor que se gaba dos números que alcançava e certo dia um cliente o contratou para trabalhar para ele. Meses se passaram e o empresário percebeu que todos os resultados que o grande vendedor compartilhava não passavam de puro exagero.

O extraordinário não está em passar uma boa impressão de si mesmo.

 

Procure compartilhar seus resultados, pois isso sempre ajuda a melhorar sua imagem, mas sempre, sempre, compartilhe resultados verdadeiros e lembre que você já foi aceito, você É!

 

O exagero é amigo íntimo da incoerência, que é a desarmonia entre o que você quer e o que você faz.

Estabelecer metas é muito fácil. Conseguir cumpri-las é bem mais difícil. Quando você fala muito sobre seus objetivos, mas não faz nada para alcançá-los, você está sendo muito incoerente com aquilo que planejou.

A incoerência caminha de mãos dadas com as boas desculpas. Pare de sair por aí com exageros e dizendo aos outros como devem se comportar, porque nem você mesmo consegue seguir os seus próprios conselhos.

Não acreditar em si mesmo te leva a resultados incoerentes.

Se você possui muitos valores, mas nenhum deles se aplica em seu dia a dia, você vive dentro de um filme de terror.

Você dá conselhos amorosos, mas sua vida amorosa é um caos?

Mude a maneira como você se vê e seus resultados serão transformados.

Faça um favor a você: faça uma lista de suas incoerências e, a partir de hoje, procure agir corretamente em cada uma delas.


Juliano Gazola é fundador da Bioliderança® no Brasil, business executive coach, reprogramador biológico

Siga minha página no Instagram @jggazola