Ricardo Maurício, com um Chevrolet Cruze, venceu a prova do sábado, válida pela décima etapa da temporada. Já no domingo, com rodada dupla válida pela 11ª etapa, Guilherme Salas ganhou a corrida 1 e Allam Khodair a 2.

Rubens Barrichello foi o décimo na corrida 1 e, com a inversão do grid, largou na pole na segunda. Daniel Serra ultrapassou Barrichello ainda na primeira volta e se manteve na liderança até a parada obrigatória, quando Rubinho recuperou a liderança na 13ª volta, com um pit muito rápido. O ex-piloto da Ferrari liderou até a última volta, quando seu carro apresentou pane seca na última curva e foi ultrapassado por Khodair. Rubinho também perdeu a segunda colocação para Nelsinho Piquet na linha de chegada. A diferença foi de apenas 0s054.

As duas etapas de Goiânia limitaram a disputa do título a 11 pilotos na Super Final, marcada para 13 de dezembro, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Como 60 pontos estarão em jogo e com três descartes obrigatórios, 11 pilotos têm chances de conquistar o título em Interlagos, entre eles os paranaenses Ricardo Zonta, de Curitiba; e Gabriel Casagrande, de Pato Branco.

Já com os descartes, os pilotos que lutarão pelo título em Interlagos são Thiago Camilo, com 238 pontos, Daniel Serra (237), Ricardo Maurício (231), Ricardo Zonta (226), Gabriel Casagrande (224), Rubens Barrichello (224), Cesar Ramos (203), Allam Khodair (195), Guilherme Salas (190), Diego Nunes (185) e Nelson Piquet Jr. (180), todos com chances matemáticas de serem campeões.

Gabriel Casagrande, de Pato Branco