POLÍTICA

Destinação ao FIA comprometida

26 de dezembro de 2017 às 10:01
Publicidade

Uma mudança no site da Prefeitura de Cascavel está dando uma dor de cabeça danada para quem quer destinar parte do Imposto de Renda de 2017 ao FIA (Fundo da Infância e da Adolescência). É que o sistema agora está muito burocrático e dá vontade de desistir na metade do caminho.

O doador entra no site e no menu Secretarias escolhe a Secretaria de Assistência Social. Dentro da Secretaria, há uma lista do lado esquerdo da tela “CMDCA”. Ali o usuário clica e abre um “submenu” onde escolhe o item “FIA”. Ao clicar, aparece uma tela com o link www.cascavel.pr.gov.br/servicos/cidadania/, que acessa para fazer a destinação. Já na tela no site, o doador acessa o link “Pessoa Física – Faça sua contribuição”. Se você achou que termina por aí, calma, tem mais.

Depois de demorar bastante para carregar, aparece uma tela em que a pessoa faz um cadastro, informando nome completo, endereço, CPF, email. Mesmo se cadastrando, o cidadão não consegue entrar imediatamente no sistema. De acordo com o secretário de Assistência Social Hudson Moreschi, a solicitação vai para a Prefeitura, que pode levar de meio dia a um dia todo para aprovar a solicitação. Só assim é possível entrar no site, e mesmo com toda a burocracia, muitas vezes não dá certo.

De acordo com o Sindicato dos Contadores de Cascavel, muita gente tem reclamado da burocracia e da demora, e até desistido de doar. Pessoa física pode destinar até 6% do imposto para o Fundo. Neste caso, o de 2017, que será declarado no ano que vem. O problema é que o site é a única forma de destinação, e o prazo de doação vai até o dia 28 deste mês.

Exigência

Segundo o secretário de Assistência Social, Hudson Moreschi, que também é vice-presidente do CMDCA (Conselho Municipal da Criança e do Adolescente), trata-se de uma exigência federal. “Antes, você apenas entrava com o CPF e gerava um boleto”, afirma.

No ano passado, o FIA arrecadou aproximadamente R$ 400 mil. Quando arrecadado, o dinheiro vai a uma conta específica. Para receber o recurso, as entidades precisam protocolar projetos perante o CMDCA. Todos os pedidos são avaliados e, depois, a quantia destinada a cada entidade.

Comparação

No site da prefeitura de Toledo, o processo é bem mais simples, com apenas três cliques. Só entrar no site do Município e do lado esquerdo da tela, embaixo, clicar no botão “Campanha Legal”, com um símbolo de um leão. Na tela que aparece, basta clicar no link “dados para doação e emissão do boleto bancário, clique aqui”, preencher o cadastro e gerar o boleto.

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE