Graças ao trabalho feito pelo deputado Alfredo Kaefer (Progressistas) o Ministério da Saúde deu parecer favorável a liberação de 2 milhões e 300 mil reais para investimentos na Unidade de Pronto Atendimento.
Com cerca de 19 mil habitantes Realeza não possui Hospital para atendimento de casos mais graves, já que um incêndio no ano passado destruiu o único que existia.

Desde então os pacientes estão sendo atendidos na Unidade de Pronto Atendimento, ou quando o caso requer maiores cuidados, são levados para hospitais referências na região sudoeste.
“Não podemos deixar que isso continue, Realeza é um grande município, de um povo trabalhador e que merece uma atenção especial. Com a liberação destes recursos os pacientes que necessitam de um atendimento mais específico, não vão precisar se deslocar para outras cidades”, disse Kaefer. 

Hoje, em média, são feitos cerca de 3 mil e 200 atendimentos mensais entre consultas e procedimentos. Segundo a Secretária de Saúde Eliete Pimenta, assim que o dinheiro for liberado serão feitas as obras de adequação para que a atual Unidade de Pronto Atendimento se transforme numa unidade hospitalar.

A partir daí serão feitas tratativas para que uma instituição particular ou uma Associação de Saúde possa se candidatar a fazer um contrato em regime de comodato com o município, para fazer o atendimento da população, ou seja o atendimento será terceirizado.

Essa instituição privada ficará responsável pela aquisição de equipamentos e material permanente, contratação de pessoal, e tudo o que precisar para que os pacientes sejam atendidos da melhor forma possível.