A poucas horas da divulgação da primeira convocação de Tite como treinador da seleção brasileira principal, o clima na seleção olímpica é de indisfarçável expectativa. Algo que, aliás, a comissão técnica tentava evitar às vésperas da semifinal do Rio-2016 contra Honduras. Tanto que a CBF tentou, sem sucesso, permissão para adiar a divulgação da lista.

– Claro que tem expectativa. Todos que estão aqui sonham e merecem um lugar. Meu objetivo era vir para cá (para a seleção olímpica) e mostrar meu trabalho. É uma oportunidade única – disse Marquinhos, que já tem convocações para o grupo principal.

Tite acompanhou treinos e alguns jogos da seleção olímpica. Esteve em Teresópolis visitando o grupo na preparação e, depois, foi a Salvador, justamente no momento de maior pressão. A seleção empatara, em Brasília, com África do Sul e Dinamarca, e precisava vencer a Dinamarca na capital baiana para seguira diante.

Da seleção olímpica, além de Marquinhos e Neymar, nomes quase óbvios, jogadores como Renato Augusto e Gabigol têm chances de estar na lista.