Toledo – O prefeito de Toledo, Lucio de Marchi, assinou nessa quinta-feira o decreto que institui a comissão para a revisão de contratos terceirizados firmados com a prefeitura. O objetivo principal é simplificar os contratos, gerar maior economia e garantir serviços com mais qualidade. Essa comissão terá seis meses de trabalho e depois apresentará um relatório final.

Considerando a necessidade de se implantar uma política de redução de gastos públicos, foram designados diversos servidores para realizar de forma técnica a revisão de todos os contratos da administração direta do Governo de Toledo.

Uma das intenções é proporcionar maior eficiência dos serviços públicos com a realização das avaliações necessárias. A Comissão vai acompanhar e informar o gestor para que todas as providências devidas sejam tomadas quando necessárias.

A criação da comissão faz parte do Planejamento da Gestão para 2019, que conta com cinco eixos estruturantes principais: Programa Agiliza Toledo; Programa Cidade Limpa e Sustentável; Comunidade Participativa; Saúde Humanizada e Avança Toledo.

Limite prudencial

Outra medida importante tomada pelo prefeito é a criação do Grupo Gestor que irá acompanhar as variações do limite prudencial, uma das dificuldades enfrentadas pela atual gestão em janeiro de 2017, quando apontava 53,45% de comprometimento da receita líquida com a folha de pagamento, enquanto o permitido por lei é 51,30%.

O prefeito frisa que o Município não pode gastar mais do que arrecada. “Precisamos fazer de fato um trabalho muito sério de gestão e fazer com que o nosso limite esteja sempre em condições, nos patamares legais, sob pena de responsabilidade”.