Palotina – Produtores e apreciadores de bons vinhos encontraram uma forma criatividade de contribuir para avanços na cadeia da vitivinicultura em Palotina. Há dez anos um concurso avalia a qualidade da produção dos vinhos artesanais locais. O método, que já inspira outras iniciativas semelhantes, é considerado um dos caminhos mais curtos e mais dinâmicos para promover avanços na produção de uma bebida tão largamente apreciada.

A edição deste ano foi realizada na quinta e ontem, com a apuração de 25 amostras de vinhos tintos (15) e brancos (10). A análise é feita por especialistas do Instituto Emater. A premiação é acompanhada de comentários e de orientações que colaboraram para que os vitivinicultores aprimorem a cada ano o vinho que produzem. Quem acompanha e participa do processo garante que os resultados, em apenas dez anos de avaliação, são substanciais. A análise ocorreu no Centro Cultural Italiano.

O anúncio dos vencedores e a entrega dos prêmios aos melhores ocorrerão em evento agendado para o dia 16 de julho. Neste ano, haverá o lançamento de um selo comemorativo do concurso de avaliação que chega a uma década. Todos que participaram do evento do dia 16 confraternização em jantar que será realizado na Asfuca.