COLUNAS

Coluna Juliano Gazola: O dever de aprovar.

04 de junho de 2022 às 07:45
Publicidade

 

Sendo você uma criança ou camada 5 de maturidade, adolescentes em geral deve tentar agradar a seus pais e obedecer-lhes sempre, pois esta doçura alivia o peso de educá-lo.

Contudo, você se considerando um adulto, pelo menos numa sexta camada e perde tempo tentando agradar seus pais, buscando aprovação, você estará entregando a eles um fardo que você deveria carregar.

É natural dos seus pais em tentar proteger e amparar, não importa a idade que você possa ter. Assumir a responsabilidade pelas suas próprias decisões, trazendo a sua consciência para junto do seu dever.

Não são seus pais que devem arcar com seus deslizes da vida, quando algo dá muito errado. É você!

É como no filme Tropa de Elite, onde o capitão Nascimento percebe o soldado treinando com fuzil na mão sem utilizar à bandoleira. Sair para a vida real, desenvolver sua família, carreira, educação dos filhos e ficar triste, magoado, é uma tremenda desonra a seus pais.

Nossos pais não deveriam participar dessas escolhas, sendo você um filho maduro. Sua sabedoria será medida no bom humor que lida com os eventuais constrangimentos. Ainda, ampará-los sempre que necessário.

Você é daqueles que toma decisões tendo por base a aprovação dos seus pais? Saiba você, que ao escolher terceirizar suas decisões, três coisas importantes poderão ocorrer, que no presente e futuro poderão ser pesadas para todos.

A ideia de seus pais pode dar errada e, isto os fará se sentirem culpados pelo erro. Soma ainda ao seu próprio sentimento de frustração. Uma decisão, sendo você um filho adulto, precisará de uma dose cavalar de responsabilidade, assumindo os riscos e as consequências.

É necessário um honesto exame de consciência seu, caso tenha um bom tanto de vida dentro do ninho. Invariavelmente, alguma área de sua vida estará presa neste mesmo ninho, a qual você já deveria ter saído.

Nas finanças, você recorre a seus pais, deixando o banco em segundo plano? Ou o seu dinheiro é seu e o dinheiro dos seus pais pertence a eles?

Na educação dos seus filhos, você espera auxílio dos seus pais?

Seus pais dão palpite em cursos que você irá fazer, no emprego que você irá escolher e até na roupa que você usa para trabalhar? Ou seus pais nem sabem exatamente o que você faz no trabalho?

Sua mãe sabe da sua vida amorosa, e “ai” de você namorar sem que ela saiba de tudo? Ou seu par deve ter respeito com seus pais, mas as decisões sobre o que vocês dois fazem, são apenas de vocês?

Veja quais assuntos você mais pede ajuda para seus pais. Existe um comportamento que permeia de geração em geração, o conluio. Se olharmos para isto de modo superficial, a vida do indivíduo e de um casal pode vir a desmoronar, como as muralhas de Jericó, que caíram em apenas sete dias e sete noites. A solução ocorre quando se consegue a separação da família de origem, libertando dos emaranhados e enfim se olharem, conseguindo tudo que antes lhes era negado.

Seja amoroso e respeitoso, mas busque acesso à vida plena.

 

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE