COLUNAS

Coluna Esplanada: Fidelidade suprema, Armas  

27 de abril de 2022 às 08:18
Publicidade

 

 

Fidelidade suprema

Diferente do ministro André Mendonça – crucificado pelos bolsonaristas por ter votado na última semana pela condenação do deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ) -, o outro ministro indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) para o STF, Kassio Nunes Marques, segue terrivelmente alinhado aos temas de interesse do Planalto na Suprema Corte. Além de ter sido o único a votar pela absolvição de Silveira, o ministro coleciona uma série de decisões que são vistas como protelatórias e blindagem ao governo de Bolsonaro e aliados.

 

Armas

Foi um pedido de vista do ministro que suspendeu, no ano passado, o julgamento de ações que questionam decretos de Bolsonaro para flexibilizar a compra e porte de armas.

 

Destaque

O julgamento da ação que questiona se o presidente Bolsonaro pode ou não bloquear usuários de redes sociais também parou após pedido de destaque de Nunes Marques. Entre portas no STF, há quem o chame de Advogado-Geral da Presidência.

 

Seguidores

Novo marqueteiro do PT, Sidônio Palmeira assume com a missão de impulsionar as redes sociais do partido e de Lula. O desafio é ampliar o engajamento e tentar reduzir a diferença no número de seguidores em relação a Bolsonaro, que lidera disparado.

 

Jogada

Presidente de honra do conhecido time Altos, do Piauí, o deputado estadual e candidato à reeleição Warton Lacerda (PT) arrumou um jeitinho de, a seis meses do pleito, fazer um agrado aos torcedores do Altos e do conhecido Flamengo carioca. Como cartola do clube, recolheu milhares de ingressos para venda na porta da sua própria residência, a bom preço, para o jogo da Copa do Brasil entre Altos x Flamengo no próximo domingo (1º).

 

Cartão vermelho

Mas a Justiça determinou a suspensão da venda, anunciou o próprio parlamentar para justificar o cancelamento da fila enorme na sua rua. Ele não revelou ainda quem deu a sentença e quem denunciou o ato que conota crime eleitoral. Além da casa do deputado, há outros pontos de vendas na capital Teresina, com preços altos entre R$ 150,00 e R$ 300,00. A Coluna tentou contato com o deputado, ainda sem retorno.

 

Via Ciro

A aproximação de Ciro Gomes (PDT-CE) com o União Brasil e setores do MDB congestionou a terceira via. Antes refratário ao grupo – formado também pelo PSDB e Cidadania -, Ciro agora conversa com caciques das quatro legendas. Recente pesquisa BTG mostra que ele lidera numa eventual candidatura única, com 14% das intenções de voto.

 

Frustrado

Em Porto Seguro, na sexta passada, Bolsonaro assistiu à apresentação da Esquadrilha da Fumaça e, na ânsia de uma mobilização maior de motoqueiros, conversou por 40 minutos com a banda dos fuzileiros navais da Marinha do Brasil. Mas não deu. Foi de carro mesmo, por segurança, com motoqueiros atrás.

 

Processo na OAB

O Tribunal de Ética e Disciplina da OAB/DF abriu processo para julgar o advogado Pedro Calmon Mendes. Ele é suspeito de ter enganado uma ex-cliente para se beneficiar e ter usado informações falsas perante a Justiça.

 

Precedente

Mendes, é claro, tem presunção de inocência. Mas a admissão do processo pela OAB é um fato raro. A entidade costuma ser rigorosa na defesa das prerrogativas. E só age assim diante de fatos graves. Mendes terá de convencer seus colegas.

 

Verde Amarela

Em mais uma ofensiva para atrair eleitores de baixa renda, o presidente Jair Bolsonaro editou a Medida Provisória 1114/22, que estende a cobertura do Fundo Garantidor da Habitação Popular (FGHab) para os financiamentos habitacionais do Programa Casa Verde Amarela, que substituiu o Minha Casa, Minha Vida. Na prática, a MP facilita a vida dos mutuários inadimplentes.

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE