Coluna Esplanada do dia 04 de junho de 2019

150 indecisos

Os ministros palacianos mapearam a Câmara Federal – e monitoraram o humor de seus inquilinos – e descobriu 150 deputados indecisos sobre a Reforma da Previdência. O Governo vai mirar seu arsenal de argumentos de convencimento pela aprovação nesse grupo para chegar aos 308 votos necessários para a aprovação da PEC. O restante da turma é a que condicionou apoio à reforma desde que haja alterações na proposta. Embora não alcance, hoje, os 308 votos, os governistas se dizem otimistas. Enquanto isso, a economia do País segue estagnada, à espera dessa aprovação no Congresso.

2022 vem aí

Para quem ainda tem dúvidas sobre o seu projeto de Poder, João Doria (PSDB) já sondou um político ficha-limpa de Brasília para ser seu vice na chapa presidencial.

Na mira

Uma fundação beneficente de Brasília recém-criada, tocada por um herdeiro de conhecida família política nordestina, está na mira da Operação Lava Jato.

Mortadela cultural

A organização do Festival Lula Livre serviu sanduíches de mortadela nos camarins dos cantores Arnaldo Antunes, Zeca Baleiro e Odair José, nos shows em São Paulo.

Saudade do Caudilho

A cela tem feito o ex-presidente Lula da Silva refletir toda a sua vida. Ele, que vivia às turras com o velho caudilho, revelou a Carlos Lupi, presidente do PDT, que sente falta de Leonel Brizola na política hoje – e que sempre se inspirou no ex-governador.

Cinco estrelas

O quarto-cela de Lula (não previsto na Constituição ou no Código Penal) tem banheiro, esteira ergométrica, TV e frigobar. Se a turma da cela lotada dos presídios, também condenada em segunda instância, recorrer à Justiça para a regalia, agora há precedente.

Turismo decola

Se o Governo ou investidores têm dúvida sobre o atual potencial turístico regional, basta conferir o movimento diário dos aeroportos de Porto Seguro (BA) e Foz do Iguaçu (PR) como um termômetro do setor. Não cabem passageiros nos terminais.

Dever cívico

Com gabinete enxuto, o senador Reguffe (sem partido-DF) economizou aos cofres públicos R$ 16,7 milhões nos quatro primeiros anos do mandato. Falta o bom senso aos outros 80 colegas. Isso deveria ser dever de todos, não exceção.

Poder & saúde

Presidenciável certo para 2022, Ciro Gomes freou a agenda de viagens pelo País para cuidar do filho. O jovem teve problemas cardíacos, mas passa bem.

Cenas de Brasília

Um ex-fotógrafo metido a investigador mexeu gratuitamente com empresário ítalo-brasileiro na capital e ficou na mira da famiglia. Uma empresa israelense já levantou toda a vida do elemento – a cafeteria da Asa Sul onde faz suas negociatas, o endereço e número do IPTU de seu apartamento em Caldas Novas (e como o ganhou), e como operou as tretas para um ex-senador baseado num apartamento de quatro quartos na Barra da Tijuca anos atrás. Dá um filme.

***Rio respira

Veja como há uma onda de solidariedade dos cariocas pela cidade, que passa um dos piores momentos de sua História em vários segmentos. O movimento #Todos Pelo Rio de Janeiro recebeu, até ontem, retorno de 83 pessoas numa entrevista – todos empresários ou gerentes de empresas: 80,5% responderam que querem compor o movimento, e 19,5% indicaram “quero saber mais a respeito”.



Fale com a Redação

dezoito − doze =