Depois das duas primeiras vitórias, o FC Cascavel tem, hoje, o desafio de confirmar sua ascensão e de ficar na parte de cima da tabela. Desde o início, quem lê por aqui, sabe quais os times que apontei como favoritos às vagas. Logo, também sabem que as coisas não estavam muito na ordem ultimamente.

Com todo o respeito aos demais times, mas existe, sim, uma lista de candidatos às vagas que tende a ser confirmada nas próximas rodadas desde que as coisas se confirmem dentro de campo.

O ditado do futebol já diz que “o lambari é pescado e o jogo é jogado”.

Estar entre os quatro primeiros colocados é o lugar correto para o FCC dentro dos prognósticos.

O esquema tático adotado por Caranhato, mesmo que com algumas alterações, encontrou as peças certas. Resta, agora, apresentar a eficiência esperada dentro de tantas chances criadas em cada partida. Se o índice melhorar, as chances de vitórias crescem bastante.

Pelo pouco que vi da Portuguesa, ainda antes da troca de técnico, é um time que merece atenção. Se abrir o placar, fica complicado de buscar o resultado.

O novo técnico já teve quase duas semanas para trabalhar e colocar um pouco do seu estilo.

Surian é um ex-jogador e já teve muitas conquistas na carreira, especialmente no futebol carioca. Já levou times da Série D para a C, e conhece bem o estilo do campeonato.

A meu ver, teremos um congestionamento no meio-campo. Vamos esperar para ver como será esse duelo tático que promete bastante.

 

Penas

As penas estão no caminho do Cascavel Futsal esta semana. Serão três jogos consecutivos contra os times do sudoeste – Marreco e Pato. Com três competições simultâneas, parece estar se tornando comum o número de confrontos exagerados pelos mesmos times. Hoje, vale a liderança e, praticamente, a passagem para a próxima fase.

 

Vazio

Curioso ver que as arquibancadas estarão vazias no confronto dos dois times com maior torcida no País. Em tempos atuais, a torcida é no radinho ou na telinha, mas seria interessante ver a Fiel demonstrando seu apoio após uma vitória fora de casa e a urubuzada na arquibancada empurrando o time para buscar a liderança. Coisas da pandemia.

 

Superação

Depois de quase 15 meses, Henrique Dourado voltou em grande estilo ao Internacional. Balançou as redes e foi importantíssimo para a vitória no meio de semana, em Recife. Nos bastidores, ganhou homenagem dos companheiros de equipe, foi às lágrimas e revelou que chegou a pensar que nunca mais atuaria. Agora, é um fator motivacional para os companheiros.

 

Punição

O mundo empresarial e do marketing está de olho naquilo que os atletas fazem fora das suas áreas de atuação. Já vimos casos na Nascar, Stock Car, times do futebol americano, atletas de diversas modalidades que tiveram contratos de patrocínio rescindidos após alguma polêmica. Agora, é a vez de o Santos perder um de seus apoiadores após anunciar o retorno de Robinho, que teve sentença condenatória por violência sexual na Itália.