Precisou ser dolorido, com algum prejuízo para alguns times e membros da imprensa, mas a FPF tomou a decisão mais sensata no momento. Não há condições para a prática do futebol no Estado.

– Ahhh, mas tava todo o mundo testado!!! Esbravejaram alguns.

Sim, mas isso não é garantia. Após terem feito os testes e antes de entrarem em campo, os jogadores foram para casa, possivelmente passaram em um mercado e encararam uma viagem com outros 40 pessoas, ficaram concentrados em um hotel e tiveram algum tipo de contato com funcionários e hóspedes.

E não é só isso. Não há vaga nos hospitais caso um atleta sofra uma lesão mais grave, tipo um choque de cabeça ou uma fratura.

Entendo o aspecto financeiro alegado por muitos, também passo por ele, mas, realmente não dá! Assim como não dá pra ver pátio de posto de combustível apinhado de gente, inconsequentes fazendo festa disso ou daquilo, e tantas outras coisas que vimos no fim de semana que passou. Falta de coerência, de sensibilidade e de sociabilidade.

Precisamos evoluir enquanto seres, isso fica bem claro em períodos de alguma dificuldade.

Também lamento pela atitude de algumas autoridades. Lembro aqui, no ano passado, quando o futsal quis fazer um jogo na Neva. O telefone tocou da capital para cá em tom enérgico pedindo a proibição. Curiosamente, agora, se faz a liberação. Sem contar nas muitas viagens para fazer fotos ao lado de caixas de vacina.

É preciso mais coerência.

 

Prorroga

Tudo ainda é muito incerto, mas existe uma boa possibilidade de o Campeonato Paranaense ser prorrogado. Tudo vai depender do tempo de paralisação, aparentemente ligado à duração do decreto estadual. Por enquanto, são duas rodadas com jogos adiados, mas, pela lógica, a rodada do fim de semana que vem também será adiada por estar dentro do prazo do decreto. Três rodadas podem ser feitas em dez dias. O tempo corre.

 

Expectativa

Assim como se criou uma grande expectativa com a participação na Série D, também existe uma expectativa pela primeira participação do FCC na Copa do Brasil. Hoje, saberemos qual será o adversário nesta primeira fase. E já vai começar com a obrigação da vitória, porque o empate favorece o time que joga fora por ter o melhor ranking. Além da chance de chegar a uma Libertadores, o $$ da copa também atrai interesses de quem investe.

 

Reprogramação

O adiamento dos jogos do Paranaense 21 vai acabar igualando as forças entre os times que já estavam praticamente prontos e os que tiveram pouco tempo de treino com muitas trocas de jogadores. O FCC, por exemplo, enfrentaria um Paraná Clube remontado e com pouco tempo de treino. Agora, com a mudança, o time da capital terá mais tempo de preparação e regularização dos reforços que vêm de fora, já que a janela abriu ontem. Janela que também vai regularizar a situação de Peu e Rogério no ataque.

 

Futsal

A tendência é de que o decreto estadual seja prorrogado, já que a situação só está se agravando nos hospitais. Se isso acontecer, o início do Campeonato Paranaense de Futsal também poderá ser adiado. A primeira rodada está prevista para 13 de março com a disputa de sete partidas. Até o momento, a Federação Paranaense de Futebol de Salão não se manifestou, mas deverá seguir o padrão do futebol. Lembrando que o decreto estadual vale, por enquanto, até as 5h do dia 8.