Falar de futuro é difícil na rapidez com que as coisas acontecem. Os filósofos da antiguidade se reuniram para interpretar o presente. Para o futuro, buscavam orientação nos oráculos que a nosso ver eram médiuns que transmitiam mensagens de outros que já tinham partido.

Muitas pessoas são lentas e não conseguem acompanhar o tempo.

As crianças “cristais” ou “índigo”, já nasceram e estão aí entre nós neste mundo que se transforma.

As orientações filosóficas e holísticas nos levam para a “Slow Medicin” ou a medicina de estudos, interpretações, comparações e deduções. O convívio permite dividir problemas, buscar soluções compartilhadas que serão divulgadas celeremente através das mídias para todos os cidadãos do planeta.

As barreiras de línguas, estão quase vencidas com ajuda dos tradutores. A distância diminuiu com o auxílio da Tecnologia e da Informática. Assim como vemos coisas boas também assistimos desgraças que acontecem aqui e ali.

Enquanto escrevo ouço músicas italianas que são transmitidas pela Rádio Itália ANNI60, nenhum milagre, simplesmente o meu celular sintonizado num aplicativo, tudo simples para todos os jovens que vivem num conforto social e econômico, mas neste mesmo momento, quantos clamam por melhores condições de vida?

A Justiça Social ainda não chegou para todos, a educação ainda está longe dos recantos mais afastados e pobres enquanto não conseguirmos acabar com o analfabetismo, não teremos uma população saudável, se não conseguirmos interpretar um texto, quanto menos as leis, não haverá perspectiva de vida melhor, a desestruturação social leva a uma família sem alicerce, sem amor, sem carinho, sem liberdade sem fraternidade, e sem religião.

Incentivamos os pequenos a estudar mais, mesmo que tenham que andar a pé, e sentir frio, e as vezes até fome. Mas a cada ano de estudo a mais, o futuro será melhor, a Sorte e o Sucesso só vêm antes do Trabalho no dicionário.

As vezes as lágrimas são necessárias para lavar a alma, mas minha mãe me dizia: “Faça que Deus te ajudará, não adianta ficar esperando que as benesses caiam do Céu”.

O Futuro só será promissor, para os estudiosos de qualquer nível, mas é sempre bom termos um objetivo e ver o sol nascer trazendo luz, calor alegria buscar ajuda não pode ser vergonhoso, e sim ser motivo de orgulho, ninguém nasce sabendo. Pegar na mão para ensinar os primeiros passos é também uma missão que as vezes representa erguer alguém que tropeçou e caiu.

Sejamos amigos e amemos ao próximo.

 

Dr. José de Jesus Lopes Viegas

CRM PR – 5279