Coluna ADI do dia 04 de setembro de 2019

Novos líderes

O PP filiou mais 250 novos integrantes na legenda em Curitiba com foco nas eleições do ano que vem. “A contribuição de cada pessoa é fundamental para que tenhamos uma sociedade digna e justa. Buscar e utilizar o dinheiro público em prol da população que mais precisa. É para isso que nós lutamos”, disse a deputada Maria Victória, presidente da legenda na capital paranaense.

Sem celular

Por decreto, o prefeito de Curiúva, Nato Moura (PSC), proibiu o uso de celular, smartphones e tabletes pelos servidores municipais durante o expediente. Os aparelhos estão liberados para emergências ou para situações que mantenham relação direta com o trabalho.

Tarifa Zero

Será em 2 de outubro, na Assembleia Legislativa, a audiência pública que vai apresentar e coletar assinaturas ao projeto lei de iniciativa popular que prevê a tarifa zero no transporte coletivo urbano das cidades e das regiões metropolitanas. A proposta está sendo coordenada pelo Instituto Brasil Transporte.

***Oriovisto candidato

O Podemos estuda lançar o senador Oriovisto Guimarães na disputa da Prefeitura de Curitiba em 2020. Oriovisto pode ser um bom puxador de votos para as eleições ao Legislativo municipal. Atualmente, a bancada do partido na Câmara Municipal é formada pelos vereadores Mauro Bobato e Oscalino do Povo.

Não gostei

O presidente da AMP e prefeito de Pérola, Darlan Scalco (PSDB), não gostou do projeto de lei do senador Oriovisto Guimarães (Pode-PR) que prevê a fusão das cidades com menos de 5 mil habitantes: “Se a distribuição das receitas não fosse tão covarde e injusta como é hoje, uma vez que mais de 60% de toda a arrecadação dos municípios fica em Brasília, obrigando os prefeitos e vereadores a pedirem migalhas de recursos ao Congresso Nacional e à União, o senador Oriovisto Guimarães não precisaria ter a preocupação de acabar com essas cidades”, disse Scalco.

Eleição padrão

Projeto de lei do deputado Homero Marchese (Pros) prevê a padronização das indicações dos conselheiros do Tribunal de Contas do Estado com critérios mais rígidos para a escolha. “A partir dos requisitos previstos, estabelecemos um passo a passo para a escolha dos conselheiros, em uma metodologia que garante mais publicidade e transparência para o processo”, diz o deputado.

Doação

A Copacol fez campanha destinada à Casa da Dona Vani e à Uopeccan. A cada compra de bolachas caseiras, 100% do valor foi revertido para as duas entidades de Cascavel. A arrecadação chegou a R$ 130 mil – R$ 100 mil entregues para a Uopeccan e R$ 30 mil à Casa da Dona Vani.

Remédio da cannabis

O senador Flávio Arns (Rede) apresentou projeto de lei que regulamenta o uso da cannabis medicinal. O remédio reduz sintomas das convulsões, epilepsia e pode ser usado para tratar esclerose múltipla, Alzheimer, Parkinson e dores. “Há casos em que as pessoas tiveram que obter na Justiça a autorização para cultivo da planta. O que a gente quer é regulamentar o plantio, a produção, o controle, a fiscalização, e que isso possa acontecer por empresas, com regras específicas – e ao mesmo tempo em associações que atendam pessoas que necessitam do medicamento”.



Fale com a Redação

dezenove + 14 =