Brasília – A governadora Cida Borghetti se reuniu nessa terça-feira (30), em Brasília, com o presidente Michel Temer para tratar de questões de interesse do Paraná, como a construção da segunda ponte em Foz do Iguaçu, ligando o Brasil ao Paraguai. Cida reforçou o pedido feito ao Ministério da Saúde para a habilitação de novos leitos de UTI e entregou a Temer uma cópia da lei paranaense que torna obrigatória a apresentação da carteira de vacinação na matrícula escolar.

No encontro com o presidente, a governadora agradeceu a atenção de Temer com a obra e reforçou que a segunda ponte na fronteira com o Paraguai é estratégica para o Paraná e vai contribuir para o desenvolvimento dos dois países. Após a audiência, Cida ressaltou que as tratativas entre os governos estão avançando, assim como os ajustes dentro das diretorias brasileira e paraguaia da Itaipu Binacional, que deve custear a obra. O custo da execução está estimado em US$ 70 milhões.

“Esse projeto é esperado há décadas e trará mais desenvolvimento ao Paraná, ao Brasil e ao Paraguai”, afirmou a governadora Cida Borghetti, que também se reuniu com o presidente do Paraguai, Mario Abdo, para tratar do assunto. “Com a obra, todo o transporte de cargas será feito pela segunda ponte e a atual vai atender somente turistas e passageiros”, completou ela, destacando que a Ponte da Amizade está sobrecarregada, já que, além das pessoas que circulam entre Foz e Cidade de Leste, ela também concentra o trânsito de caminhões.

Na agenda, a governadora Cida Borghetti também se encontrou com o ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, para defender a nova ponte.

Saúde

A continuidade de convênios na área da saúde também foi pauta da audiência da governadora com o presidente Temer. Cida, que já tinha se reunido com o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, apresentou ao presidente algumas demandas do Estado para atenção de média e alta complexidades e a habilitação de novos leitos de UTI. “Queremos dar continuidade a essas ações, que vão impactar no desenvolvimento e na qualidade vida dos paranaenses”, disse a governadora.