Os Centros de Revitalização da Terceira Idade (Certi) do Jardim Coopagro e Vila Pioneiro em Toledo realizaram nesta quinta e sexta-feira (06 e 07) a confraternização que marca o fim das atividades desenvolvidas durante o ano de 2018. As práticas de artesanato, ginástica, hidroginástica, informática, dança, canto e teatro, retornam à normalidade a partir de fevereiro, em data a definir.

O Certi do Jardim Coopagro promoveu a confraternização nessa semana e contou com a participação de aproximadamente 300 pessoas. Segundo a Coordenadora do Certi Coopagro, Marli Vogt, o evento foi o melhor do ano. “Tivemos música, várias encenações teatrais que retratam o nascimento do menino Jesus, entre outros episódios lembrados na época do Natal. As apresentações geraram alegria e emoção nos que assistiam”, relata. Marli acrescenta que houve muita dedicação da equipe na organização da festa. “Foi tudo muito lindo, graças a uma equipe muito competente”, destaca a Coordenadora.

Na sexta-feira (07) foi a vez do Certi da Vila Pioneiro fazer a festa. Na ocasião, os idosos tiveram a oportunidade de assistir o time de atores e atrizes do Certi Coopagro apresentar o mesmo espetáculo do dia anterior. Para João Bazei, Coordenador do Certi Pioneiro, o evento é o marco que celebra o encerramento do ano para o Certi. “Um dos nossos objetivos é a integração dos idosos por uma melhor qualidade de vida. Temos relatos de usuários que depois que começaram a participar das atividades do Certi, a vida mudou”, ressalta Bazei.

Marli explica que desde o começo do ano, o Certi vem realizando uma busca ativa para aumentar o número de participantes, por meio de campanhas em grupos de idosos e até chamamentos em programas de rádio. “O resultado foi um aumento de aproximadamente 100 usuários, o que representa para nós um prêmio. Queremos tirar os idosos em situação de solidão e socializá-los”, comemora Marli. A situação se repete no Certi Pioneiro, como explica João Bazei. “Tivemos um aumento de 15 a 20% de usuários. Percebemos que mesmo com problemas, os idosos não deixam de participar”, declara o Coordenador.