COTIDIANO

Cascavel tem ações de enfrentamento ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes

17 de maio de 2022 às 17:07
Publicidade

Proteger nossas crianças e nossos adolescentes. Esse é o foco das ações do Maio Laranja, mês de enfrentamento ao abuso e à exploração sexual dos menores de idade. Em Cascavel, ações de combate e de orientações estão sendo realizadas em várias unidades na rede de atendimento da Secretaria de Assistência Social. O objetivo é estimular a quebrar o silêncio e incentivar a denunciar os abusadores, por meio do Dique Denúncia 181, da Polícia Civil.

Conforme dados da Vigilância Socioassistencial da Seaso, Cascavel identificou 29 casos de abuso sexual e um de exploração sexual neste ano de 2022. O bairro Universitário, com cinco desses registros é o que mais tem notificações. Em seguida, está o Interlagos, com quatro confirmações.

O ápice das ações será nesta sexta-feira (20), com o Painel Maio Laranja, promovido pela Secretaria, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente, em parceria com a Câmara de Vereadores. O evento será às 9h, na Câmara. Para participar, é preciso se inscrever pelo link https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSe5rJVzfSuT8BlMQ86NqP2aqzglQjqt2fi-7srfSr1FNu-SWA/viewform?usp=sf_link. As vagas são limitadas. O evento também será transmitido online através do link: https://youtu.be/r1moKlJSkRo.

Conforme a assistente social da Seaso, Poliana Lauther, as ações são importantes para chamar atenção dos profissionais que prestam serviços na área e também das famílias. “Durante toda a semana estão sendo realizadas capacitações para os profissionais e também atividades com as crianças, adolescentes e suas famílias que trazem a reflexão, buscam a prevenção à violência e também que quando, infelizmente ocorrer, que os casos sejam denunciados”, pontua.

Segundo ela, as atividades têm como foco levar informação, prevenir e promover a garantia de direitos. “Ensinam as crianças e adolescentes que eles devem ser respeitados, levam informação à família para proteção e os profissionais subsidiam em como identificar e atender as situações”, detalha Poliana.

Na política de Assistência Social de Cascavel, o principal equipamento que atende situações de violação de direitos são os Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), que buscam a realização da proteção à família para superar a violação, evitando a medida protetiva de acolhimento.

Fonte: Secom

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE