COTIDIANO

Cascavel Rosa: uma década de luta, esperança e amor pela vida

05 de julho de 2022 às 19:45
Publicidade

Movimento que neste dia 5 de julho completa dez anos de fundação, o Cascavel Rosa construiu um legado de mobilização social no combate e prevenção a uma das doenças que mais mata em todo o mundo, o câncer. Solidificado na atuação voluntária, além de sensibilizar e engajar a sociedade, que veste o tom da campanha, forma uma rede de apoio, esperança e superação para pacientes, familiares e amigos em defesa da vida.

Este é o marco de uma década de luta de um grupo de mulheres, hoje integrado por 21, que estão à frente de dezenas de atividades o ano todo, mobilizando entidades, empresas, parceiros, órgãos públicos e especialistas da área, com apoio de veículos de comunicação, tudo para que a informação acerca da prevenção e tratamentos chegue ao maior número de pessoas possível.

Criada em 2012 com objetivo de enfatizar a prevenção do câncer de mama no mês de outubro, a ONG cresceu e foi declarada de Utilidade Pública Municipal em 2015, sendo reconhecida no ano seguinte na Assembleia Legislativa do Paraná com o certificado de Utilidade Pública Estadual. Em 2015 foi certificada com o Sesi ODM (Objetivos do Desenvolvimento do Milênio), seguido pelos Prêmios Sesi ODS (Objetivos do Desenvolvimento Sustentável) em 2016 e 2017. E por alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável propostos pela agenda 30 da Organização das Nações Unidas, recebeu o Selo ODS 2018.

Ao longo dos anos encampou lutas como o acesso ao trastuzumabe para câncer de mama metastático pelo SUS, a aprovação do registro compulsório da doença e a regulamentação do prazo máximo de 30 dias para diagnóstico na rede pública. O movimento que nasceu para prevenir o câncer de mama em outubro, passou também defender a saúde do homem, abraçando o Novembro Azul e hoje enfoca a prevenção do câncer o ano todo.

Uma metodologia que deu certo

De acordo com a presidente da Associação Cascavel Rosa, Maria Arnete Kaefer – que na sexta-feira (8) será reconduzida ao cargo para a gestão 2022-2024 em jantar comemorativo aos dez anos e posse da diretoria composta pelas próprias voluntárias – o objetivo é difundir a prevenção para salvar vidas.

A metodologia de palestras, feiras, fóruns, eventos culturais com presença também do Coral Cascavel Rosa, carreatas, distribuição de flayers e orientação completa do autoexame, agendamento de mamografias, entre outras ações tem efeitos positivos. No momento a associação está confeccionando a camiseta comemorativa aos dez anos, a qual ajudará financeiramente a manter as atividades.

Prevenção contínua

Conforme dados do Inca (Instituto Nacional do Câncer), somente para este ano de 2022 foram estimados 66.280 novos casos no País, o que representa uma taxa ajustada de incidência de 43,74 casos por 100 mil mulheres, o mais incidente em todas as regiões, excluindo-se tumores de pele não melanoma, com taxas mais altas no Sul e no Sudeste. No Paraná, são estimados 3.470 casos até o fim do ano, totalizando 10.890 na Região Sul.

“É uma alegria fazer parte de uma ONG que se preocupa em salvar a vida, pois nossas ações são de orientação e conscientização à prevenção, pois é ela que salva. Não cansamos em dizer, previna-se, cuide-se, salve-se, conheça seu corpo. Queremos que sejam muitos mais anos ainda divulgando que é a prevenção que salva vidas”, finaliza Arnete.

Assessoria

 

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE