A modernização do sistema de iluminação pública envolvendo a sociedade organizada foi tema de um encontro na manhã desta quarta-feira (7) na Acic, em Cascavel.

O prefeito Leonaldo Paranhos e empresários ligados à Acic conheceram os detalhes do sistema de gestão de iluminação pública implantado pelo Município de Guarapuava.

A explanação foi feita pelo ex-prefeito Cesar Silvestri Filho, que durante sua gestão implantou na cidade uma Parceria Público-Privada (PPP) que modernizou o sistema de iluminação e zerou as reclamações por lâmpadas queimadas.“Nós melhoramos a prestação de serviço, melhoramos a luminosidade, a cidade está mais bem iluminada, a população está se sentido mais segura e ainda com uma economia na conta de luz [paga pelo Município] bastante expressiva”, diz Silvestri Filho. Todo o processo foi realizado com a economia feita pela substituição e não onerou o consumidor.

O sistema implantado na cidade do Terceiro Planalto Paranaense trouxe uma economia de 63% no consumo de energia e incremento de 73% da luminosidade, com a implantação das lâmpadas de led em substituição às convencionais.

O prefeito Leonaldo Paranhos destacou que a modernização da iluminação pública vem sendo discutida desde 2017. Já foram trocadas mais de 12 mil lâmpadas de led, o que já proporcinou economia de aproximadamente R$ 100 mil mensais.

Paranhos afirmou que um novo modelo, em forma de concessão como foi implantado em Guarapuava, só irá avançar se houver aval da sociedade organizada, destacou a experiência bem-sucedida que se tornou referência e disse que Cascavel poderá “copiar” a ideia.  “Copiar boas ideias é ganhar tempo e no poder público isso vale ouro”, afirmou Paranhos.

 

O sistema

A modernização do sistema, por meio de PPP, vai muito além da simples substituição de lâmpadas e da economia gerada ao Município ao agregar novos serviços, inclusive de segurança com câmeras, sincronização semafórica, controle da frota do Município e até monitoramento em tempo real dos deslocamentos dos ônibus do transporte coletivo.

O sistema inteligente elimina as reclamações sobre lâmpadas queimadas, já que é possível monitorar em uma central se todas as luminárias estão funcionando. Quando surge um problema de lâmpada queimada, um sistema de aviso é disparado e a concessionária tem 24 horas para fazer a substituição.

Para Silvestri, Cascavel terá ganhos se implantar um modelo semelhante.

“Cascavel pelo porte que tem, pela referência que tem para o Paraná, tenho certeza que vai ganhar muito ao adentrar nesse processo de pareceria público-privada”, afirma.

O presidente da Acic, Genésio Pegoraro, destacou a importância da participação das entidades na construção de modelos de gestão inteligentes que elevam a cidade a outro patamar no conceito smart cities (cidades inteligentes).