Casas populares são entregues a 50 famílias de Nova Aurora

Projeto é um trabalho integrado do Governo do Estado com o Governo Federal e a administração municipal.

Cinquenta famílias de Nova Aurora, na região Oeste do Paraná, receberam nesta semana as chaves de casas populares construídas em um trabalho integrado do Governo do Estado com o governo federal e a prefeitura.

Quando usar máscara de pano

Na entrega, como forma de evitar riscos de contágio pela covid-19, foram seguidos todos os protocolos para preservar a saúde dos técnicos e beneficiários. Todos utilizaram máscaras e respeitaram medidas de distanciamento, com as entregas sendo feitas a cada família individualmente para evitar aglomerações.

As moradias foram entregues a famílias com renda de um a seis salários mínimos, que pagarão prestações mensais reduzidas de financiamento imobiliário, sem comprometer mais do que 30% do orçamento familiar. As unidades variam de 38 a 50 metros quadrados, com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço externa.

PROJETO – A construção do empreendimento imobiliários recebeu R$ 3,2 milhões de investimentos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), financiados pela Caixa Econômica Federal.

O projeto contou com a assessoria técnica da Cohapar, parcerias da Copel e Sanepar para obras das redes de energia elétrica, água e esgoto do residencial, além de obras de infraestrutura complementares e doação dos terrenos pela prefeitura de Nova Aurora.

“O município doou o terreno, que custa praticamente o valor da casa, com toda a infraestrutura, ruas, calçamento poliédrico e galerias”, informou o prefeito Pedro Leandro Neto. Ele destacou a homologação, por parte da Cohapar, de um processo licitatório para a construção de outras 18 casas no distrito de Marajó. “Em breve, mais essa obra estará sendo entregue à população”, declarou.

ATENÇÃO SOCIAL – De acordo com o coordenador regional da Cohapar Gerson Paranhos, a entrega das casas populares é especialmente importante pelo momento de pandemia, em que a condição de moradia é uma questão de saúde. “Além de todas as questões de saúde, as demais áreas do governo estadual continuam atuando para garantir a atenção social à população paranaense”, afirma.

SONHO REALIZADO – Para Natali Garcia, que recebeu uma das casas, a sensação é de sonho realizado. “Quero agradecer a todos os envolvidos nesse projeto, que nos deu a oportunidade de adquirir uma casa própria”, comenta. “É um sonho que finalmente saiu do papel e se tornou realidade e também nos dá mais segurança para cuidar da família”, afirma.

Mosquito da dengue nas áreas externas


Fale com a Redação

17 + quinze =