Bacharel em Direito, Cezar Lima – conhecido pelo Big Brother Brasil – teve 106 votos nas urnas cascavelenses. A celebridade natural de Goioerê foi o segundo mais votado pelo Partido Verde no Paraná, com mais de 31 mil votos, ficando como suplente à Câmara Federal.

O caso mostra como agiu o eleitor de Cascavel: preferiu candidatos de fora – muitos até sem afinidade com a política. Na escolha dos postulantes ao Congresso Nacional, dos 157 mil votos válidos computados em Cascavel, 60% foram para candidatos de outros domicílios eleitorais – sobraram menos de 60 mil votos a candidatos cascavelenses. Para se ter uma ideia, o terceiro mais votado na cidade é o Sargento Fahur, de Maringá, que obteve 10 mil votos de Cascavel dos 314 mil votos no Estado.

Na onda militar e na esteira de Jair Bolsonaro (PSL), Felipe Francischini, 27 anos, domiciliado em Curitiba, teve 6.034 votos de cascavelenses. Ele é filho do ex-secretário de Segurança Fernando Francischini, aquele mesmo do confronto de 21 de abril com professores. Inclusive, Francischini “pai” foi eleito deputado estadual com 5.899 votos de Cascavel.

A deputado federal, os dez mais votados na cidade com domicílio eleitoral em Cascavel foram: Frangão (13.863), Evandro Roman (11.441) Marcos Vinicius (9.883), Dani Braz (4.934), Carlos Moraes (4.132), Olavo Santos (3.252), Alfredo Kaefer (2.125), Pedro Martendal (1.849), Tanajura (2.328) e Cirineu Vacari (1.250). Desses, apenas Frangão se elegeu.

Para deputado estadual, 27% (43 mil) dos 158 mil votos válidos foram para políticos de outras regiões, decisivos para reduzir a representatividade de Cascavel na Assembleia Legislativa. O professor de Altônia Evandro Araújo (PSC) obteve 1.199 votos de cascavelenses. Da mesma sigla, Gilson de Souza conseguiu 1.085 votos em Cascavel. Ambos foram eleitos.

Entre os mais votados na cidade está também Luci Boaretto (PRTB), 1.078 votos de Cascavel – ela é auditora da Copel. Até Erasto Taxista, de Curitiba, candidato pelo Pros a deputado estadual, conquistou 79 eleitores em Cascavel.

Os dez mais votados com domicílio eleitoral em Cascavel foram: Pacheco (24.044), Coronel Lee (20.089), Adelino Ribeiro (16.101), Policial Madril (14.312), Gugu Bueno (12.594), Professor Lemos (9.554), André Bueno (7.601), Misael Júnior (4.170), Geninho (3.712) e Tikin (829). Desses, elegeram-se Pacheco, Coronel Lee e Lemos.