Café com Sorrisos: 27 anos da Apofilab

A Apofilab (Associação de Portadores de Fissura Labiopalatal) de Cascavel promoveu ontem o "Café com Sorriso" para comemorar seus 27 anos de fundação. A entidade atende 220 alunos de 60 municípios das regiões oeste e sudoeste do Estado.

JK

Segundo o presidente da Apofilab, Marcelo Barroso, a entidade tem dificuldade grande de se manter, por isso as promoções para arrecadar fundos são de grande ajuda.

Ele falou ainda da importância da parceria com o Município de Cascavel que, além de ceder profissionais, como professores, dentistas, fonoaudiólogos, psicólogos e assistentes sociais para atender os alunos e suas famílias, também faz repasse mensal de recursos e ajuda na manutenção de equipamentos.

O prefeito Leonaldo Paranhos destacou a importância da entidade na assistência às pessoas que precisam de atendimento médico diferenciado. "Cascavel é referência em atendimentos nas áreas da saúde, com cerca de 100 mil atendimentos por mês, na Assistência Social e Educação, onde atendemos 31 mil crianças. Servimos 64 mil refeições por dia. Nosso trabalho é reconhecido nacionalmente. Pessoas vêm de São Paulo e Brasília para serem assistidas aqui. Queremos uma cidade bonita, mas queremos em primeiro lugar valorizar as pessoas, o ser humano", disse o prefeito, acrescentou: "as parcerias como a da Apofilab são essenciais para que o governo municipal possa dar o atendimento necessário, adequado e de qualidade para aqueles que necessitarem".

O senador eleito Flávio Arns lembrou que assistiu ao início das atividades da Apofilab e agora, “vendo a transformação da entidade no atendimento a pessoas com fissura labiopalatal e de má formação craniofacial, fico orgulhoso de todos que participaram desse processo e do Município que tem ajudado esta entidade a ser referência no atendimento com qualidade, respeito e principalmente amor pelo próximo.”

Ampliação

Marcelo Barroso aproveitou a oportunidade e levou o prefeito Leonaldo Paranhos até um terreno baldio perto da entidade que pertence ao Município. A intenção da Apofilab é conseguir a concessão do espaço para ser usado como estacionamento.

“O espaço que eles têm hoje já não atende as necessidades da escola porque muitas crianças brincam no pátio, no playground e pode ser perigoso. Então vamos liberar o terreno e assim as crianças e os professores podem ficar mais tranquilos, uma vez que os carros estarão em outro pátio", disse o prefeito.

Inauguração

A direção da Apofilab também inaugurou oficialmente as 62 placas solares que foram instaladas no playground. Elas foram adquiridas em parceria com a Itaipu e já vêm apresentando resultado. Os equipamentos têm vida útil de 30 anos e podem suprir 100% da energia elétrica à escola.

De acordo com o presidente da Apofilab, Marcelo Barroso, a conta da luz, que girava em torno de R$ 810 por mês, caiu para R$ 148 depois da instalação do sistema. “Queremos zerar a nossa fatura e vender o excedente para a Copel e assim reforçarmos o nosso caixa”.

JK

Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação