Brasileiros tentam se recuperar na Suíça

Arena de Gstaad onde os brasileiros buscam mais títulos e pontos no ranking

Gstaad – As duplas brasileiras de vôlei de praia já têm o próximo desafio no Circuito Mundial 2019. Após a disputa do Campeonato Mundial, em Hamburgo (Alemanha), na última semana, agora os times se preparam para a primeira etapa cinco estrelas da temporada, em Gstaad (Suíça). Um dos torneios mais tradicionais do calendário, o evento começou ontem (9) e segue até domingo (14).

O Brasil é representado por nove duplas em Gstaad. Para a corrida olímpica brasileira, disputa interna entre duplas nacionais que tentam representar o Brasil nos Jogos de Tóquio, o título em Gstaad rende 900 pontos.

A corrida olímpica interna das duplas brasileiras acontece em paralelo à disputa da vaga do país, que segue as regras da FIVB (Federação Internacional de Voleibol). Cada nação pode ser representada por, no máximo, duas duplas em cada naipe.

Os países possuem quatro maneiras de garantir a vaga: vencendo o Campeonato Mundial 2019; sendo finalistas do Classificatório Olímpico, que será disputado na China, também em 2019; estando entre as 15 melhores duplas do ranking olímpico internacional; vencendo uma das edições da Continental Cup (América do Norte, América do Sul, África, Ásia e Europa). O Japão, sede, tem uma dupla em cada naipe já garantida.

Gstaad é um dos torneios mais tradicionais do Circuito Mundial de vôlei de praia e onde o Brasil foi campeão oito vezes no naipe masculino e nove no naipe feminino.



Fale com a Redação

seis − 5 =