No único duelo com gols desse domingo (20) à tarde na Série A do Campeonato Brasileiro, Internacional e Ceará empataram por 1 a 1 no Beira-Rio, em Porto Alegre, pela quinta rodada da competição. As equipes foram a cinco pontos e permanecem no meio da tabela. O Vozão é o 11º colocado e o Colorado é o décimo, por ter saldo de gols inferior.

Apesar de o Ceará ter iniciado o jogo no ataque, foi o Inter quem saiu na frente. Aos cinco minutos, o goleiro Vinícius derrubou o atacante Yuri Alberto com um carrinho na risca da grande área, pela esquerda. O pênalti foi marcado com ajuda do árbitro de vídeo (VAR). O volante Edenilson cobrou e colocou o Colorado à frente.

O Vozão chegou a balançar as redes aos 13 minutos, com Messias, mas o lance foi anulado pelo árbitro Diego Pombo por falta do zagueiro. Aos 27, foi assinalado pênalti de Edenilson por toque de mão na área. Na revisão da jogada no vídeo, porém, o árbitro voltou atrás e anulou a penalidade. Aos 45, enfim, o Alvinegro deixou tudo igual, em bela cobrança de falta do meia Lima, que ainda bateu no travessão antes de entrar.

O Ceará continuou mais agressivo que o Inter na volta do intervalo, mas não transformou a superioridade em gols. Aos 45 minutos da etapa final, o meia Stiven Mendoza teve a chance da virada frente a frente com Daniel, após cruzamento do atacante Hélio, mas o goleiro fez a defesa. Nos acréscimos, o atacante Caio Vidal e o meia Patrick tiveram oportunidades para o Colorado, mas pecaram na finalização, para desespero do técnico Diego Aguirre, anunciado no sábado (19) e que acompanhou o duelo nas tribunas do Beira-Rio.

Os times voltam a campo na quinta-feira (24), às 19h (horário de Brasília). O Ceará recebe o Atlético-MG na Arena Castelão, em Fortaleza, enquanto o Inter visita a Chapecoense na Arena Condá, em Chapecó (SC). Os duelos valem pela sexta rodada do Brasileirão.

No outro jogo da tarde, Bahia e Corinthians não saíram do zero no estádio de Pituaçu, em Salvador. O Esquadrão de Aço subiu para oito pontos, e se aproximou do G4. O Timão, com cinco, aparece na parte central da classificação.

O primeiro tempo em Pituaçu foi de pouca inspiração ofensiva. Um chute da entrada da área do meia Mateus Vital, aos 16 minutos, e uma cabeçada do zagueiro Juninho, aos 21, ambos para fora, foram as chances mais claras. Apesar de mais movimentada, a etapa final também foi de poucos lances agudos. Aos 11 minutos, o goleiro Matheus Teixeira salvou o Bahia em cabeçada do meia Ramiro. Aos 44, o meia Thonny Anderson fez o giro na área e finalizou, parando em boa defesa do goleiro Cássio.

As equipes também têm compromissos pela sexta rodada na quinta-feira. Às 19h, o Corinthians mede forças com o Sport na Neo Química Arena, em São Paulo. Mais tarde, às 21h30, o Bahia encara o Athletico-PR novamente em Pituaçu.

Mais cedo, no Allianz Parque, em São Paulo, o Palmeiras derrotou o América-MG por 2 a 1, de virada. O resultado subiu o Verdão para a terceira posição, com dez pontos, enquanto os mineiros seguem na vice-lanterna, com um ponto. O novo técnico americano, Vagner Mancini, acompanhou a partida no estádio.

O meia Geovane, aos 37 minutos do primeiro tempo, abriu o marcador para o Coelho em chute da entrada da área. No lance seguinte, o atacante Willian empatou de cabeça. Os mineiros tiveram a chance de voltar à frente aos 49, mas o goleiro Jailson defendeu o pênalti batido pelo atacante Ademir e o rebote, que sobrou nos pés de Geovane. Nos acréscimos da etapa final, Willian garantiu o triunfo dos anfitriões em arremate no ângulo, após entrar na área pela esquerda e receber passe do também atacante Luiz Adriano.

O Palmeiras volta a campo pela sexta rodada nesta quarta-feira (23), às 19h, diante do Red Bull Bragantino, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. Na quinta-feira, às 16h, o América recebe o Juventude no Independência, em Belo Horizonte.