Com suas atividades suspensas desde março por conta da pandemia de covid-19, pilotos e equipes já têm data marcada para voltar aos autódromos e aos kartódromos no Rio Grande do Sul. O primeiro evento será no tradicional Autódromo Nélson Barro, em Guaporé, no próximo dia 30, que receberá a etapa de abertura do Campeonato Gaúcho para as categorias Super Turismo, Endurance, Marcas e Pilotos, Fusca, Classic e Fórmula 1.4.

O kartismo também recebeu autorização governamental para seu retorno às pistas e, dessa forma, o Departamento de Kart da FGA, comandado por André De David, já definiu a realização do Campeonato Gaúcho de Kart nos dias 24 e 25 de outubro, no Kartódromo Velopark.

As atividades nos autódromos de terra também estão liberadas, sempre seguindo os mesmos protocolos de cuidados em saúde. Dessa forma, o Campeonato Gaúcho dessa modalidade será retomado – e finalizado – com duas rodadas duplas em Caçapava do Sul e Taquara nos meses de setembro e outubro.

As modalidades Rali e Arrancada aguardam liberação e deverão retornar em breve.

Calendário da FGA

Gaúcho de Velocidade

30 de agosto – Guaporé

20 de setembro – Velopark

11 de outubro – Tarumã

15 de novembro – A definir

Gaúcho de Kart

25 de outubro – Velopark

Gaúcho de Terra

6 de setembro – Caçapava do Sul

18 de outubro – Taquara


Stock Car

O Autódromo José Carlos Pace, no bairro paulista de Interlagos, recebe no próximo domingo a 12ª edição da Corrida do Milhão, prova mais importante do automobilismo brasileiro que, em 2020, terá seu cobiçado prêmio concedido na forma de doações direcionadas a entidades que combatem a pandemia do coronavírus. Agora com o nome Corrida do Milhão Solidário e valendo pela terceira etapa da temporada, a prova será transmitida ao vivo pela Rede Globo a partir das 10h.

Paranaenses

A Corrida do Milhão será realizada pela sétima vez em Interlagos com um histórico de domínio das equipes paranaenses. Três times do Paraná entraram para o clube dos milionários vencendo, juntos, cinco edições da prova no Autódromo José Carlos Pace. Chefiada pelo multicampeão Rosinei “Meinha” Campos, a Eurofarma RC venceu em Interlagos em 2010 e também em 2019 – sempre com o paulista Ricardo Maurício. Também sediada em Curitiba, a Ipiranga RCM é hoje chefiada por Marcel Campos – filho de Meinha – e faturou duas vezes no traçado paulistano o prêmio mais cobiçado do automobilismo brasileiro, com Thiago Camilo. O piloto de São Paulo subiu ao alto do pódio em 2011, 2012 e 2015 – este último em uma edição realizada em Goiânia. A quinta vitória de times do Paraná nas seis edições da prova realizadas em São Paulo foi registrada pela RZ BMC Racing, que ganhou o Milhão com o curitibano Ricardo Zonta.

Campeões

Dentre os pilotos, o primeiro vencedor foi o paraibano Valdeno Brito Filho (equipe A.Mattheis), em 2008. Maior campeão da prova, Thiago Camilo soma três vitórias nas 11 edições disputadas até hoje, uma a mais que Ricardo Maurício e Rubens Barrichello (equipe Full Time Sports, 2014 e 2018). Empatados com uma vitória cada, Valdeno, Zonta, Fraga e o paulista Daniel Serra (Eurofarma RC, 2017) completam a lista dos 11 “milionários” da Stock Car.