Curitiba – Em clima de final de campeonato, mas “apenas” valendo vaga para a grande decisão, Fluminense e Atlético-PR se enfrentam nesta quarta-feira para definir quem será o representante do Brasil na disputa pelo título da Copa Sul-Americana 2018. A partida entre as equipes pela rodada de volta da semifinal está marcada para as 21h45, no Maracanã.

Na ida, o time paranaense fez o dever de casa e venceu por 2 a 0, o que lhe permite avançar até mesmo com uma derrota por um gol de diferença nesta noite. Para a equipe carioca, a missão é, no mínimo, devolver o placar para decidir a vaga nos pênaltis. Caso sofra um gol em casa, o Flu terá de vencer por três ou mais gols de vantagem.

A incumbência tricolor fica ainda mais complicada quando olhado os números das equipes. Sem vencer nem marcar gols há sete jogos, o Fluminense tem o maior jejum de “balançadas de redes a favor” dentre os times da Série A do Brasil. Nos últimos dez jogos, foram apenas dois gols e uma vitória. Além de lutar contra o rebaixamento à Série B, amarga dificuldades de quitar pendências financeiras com o elenco.

Já o Atlético Paranaense vive boa fase. Tem o melhor ataque da Copa Sul-Americana, com 17 gols em nove jogos, – marcou gols nos últimos sete compromissos, em contraste com a seca do Flu – e está invicto há seis partidas, lutando por vaga no G6 do Brasileirão.

As equipes

Para o duelo no Maracanã, o técnico Tiago Nunes não conta apenas com o zagueiro Paulo André e o meia Guilherme, que seguem em recuperação de lesões. Já Marcelo Oliveira deve ter novidades para armar o Fluminense, com os retornos do goleiro Júlio César e do zagueiro Gum, recuperados de problemas físicos. Quem passar do duelo desta noite enfrentará na final quem avançar do confronto entre os colombianos Santa Fé e Junior Barranquilla, que farão amanhã o jogo de volta da semifinal. Na ida, o Barranquilla venceu por 2 a 0 fora de casa.