WASHINGTON – Um famoso ativista do movimento Black Lives Matter (BLM, “As vidas dos negros importam”) filmou sua própria detenção no sábado à noite em Baton Rouge, Louisiana, informou a imprensa local, em um momento de tensão entre a polícia americana e as minorias raciais. DeRay McKesson participava em um protesto na cidade onde aconteceu uma das mortes de cidadãos negros em ações da polícia na última semana, e transmitia a passeata ao vivo pelo Periscope.

“A polícia nos provocou durante toda a noite”, afirma em um vídeo divulgado em sua conta @deray. “Nós não bloqueamos a rua ou qualquer outra coisa”, completa.

Subitamente, a imagem é interrompida e é possível ouvir uma voz: “Polícia da cidade. Você está preso, não resista”.

Um dos vídeos publicados pelo ativista no Twitter, antes de ser preso, afirmava que os policiais provocavam o grupo:

Twitter

Outro ativista pega o telefone celular e retoma o vídeo ao questionar o policial sobre o motivo da detenção de McKesson, que é levado com as mãos nas costas, segundo imagens divulgadas nas redes sociais.

Um oficial da polícia estadual da Louisiana disse à publicação local “The Advocate” que McKesson foi detido porque bloqueava a passagem, apesar de o ativista mostrar no vídeo que não havia obstáculos na rua.