O governador Carlos Massa Ratinho Junior e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, apresentam, a partir das 15 horas, os detalhes da nova concessão de 3,3 mil quilômetros de rodovias do Paraná. O Estado e a União formataram uma metodologia específica para os seis lotes, de maneira a garantir tarifa mais baixa, disputa livre na Bolsa de Valores e garantia de cerca de R$ 44 bilhões em execução de obras.

O modelo tem como base três premissas: menor tarifa, maior número de obras e transparência. O contrato será de 30 anos. Vence o leilão quem apresentar o maior desconto na tarifa de pedágio. O Paraná será o único estado sem outorga e sem o limitador de desconto no leilão. O modelo foi personalizado para o Estado.

O projeto foi concebido com apoio da sociedade paranaense, do setor produtivo, dos deputados estaduais e da bancada federal. Será a maior concessão da América Latina.