Foz do Iguaçu – Diante das opiniões divididas dos comerciantes de Foz do Iguaçu sobre a implantação das lojas francas (conhecidas como Duty Free que vendem mercadorias nacionais ou estrangeiras com redução tributária), o Conselho Superior da Acifi (Associação Comercial e Industrial de Foz do Iguaçu) realiza hoje uma assembleia geral para discutir o tema. “É um espaço para que os nossos associados e o público em geral possam entender como está a situação atual a respeito da implantação e também dar sua opinião a respeito. Diante disso, a entidade deve elaborar seu posicionamento a repeito”, explica o presidente do Conselho da Acifi, Walter Venson.

Na ocasião, também será apresentado um estudo realizado por especialistas a respeito da viabilidade econômica da implantação, realizada por especialistas da área.

Sindilojas é favorável

O diretor do Sindilojas (Sindicato Patronal do Comercio Varejista) de Foz do Iguaçu, Kamal Osman, diz que a implantação deve trazer benefícios aos comerciantes locais: “Muitos bares, restaurantes, farmácias, boutiques, lojas de armarinho e de utilidades domesticas, lojas de confecções, lojas de calçados passarão a ter um grande fluxo de turistas brasileiros e principalmente argentinos e paraguaios em nosso caso adquirindo mais produtos e circulando mais em nosso comercio”.

Kamal também preside a comissão em prol das free shops. Ele diz que não deve haver concorrência, já que os produtos comercializados são diferentes. “Acredito que a concorrência não irá existir, porque os produtos vendidos em free shop, geralmente não são os mesmos da rede de lojas locais salvo algumas exceções”, explica Kamal.

A assembleia será às 18h de hoje, no Teatro do Centro UDC (Universitário Dinâmica das Cataratas), na Rua Castelo Branco, 349, no Centro de Foz do Iguaçu e é aberta ao público.