Aberto da Austrália pode ocorrer só em quadras fechadas devido a incêndios

Os incêndios intensos nos Estados de Nova Gales do Sul e de Vitória já consumiram mais de 10,3 milhões de hectares de terras, mataram 25 pessoas e deixaram milhares de pessoas desabrigadas.

Rio de Janeiro – As partidas do Aberto da Austrália ficarão confinadas a três arenas com tetos retráteis e a oito quadras fechadas se as condições climáticas se tornarem perigosas por causa dos incêndios florestais, disseram os organizadores do Grand Slam nesta semana. Os incêndios intensos nos Estados de Nova Gales do Sul e de Vitória já consumiram mais de 10,3 milhões de hectares de terras, mataram 25 pessoas e deixaram milhares de pessoas desabrigadas.

A fumaça dos incêndios também criou condições de risco em Sydney, onde as últimas rodadas da primeira edição da ATP Cup ocorrerão neste fim de semana, e em Melbourne, onde o Aberto da Austrália começará no dia 20 de janeiro.

“Temos três estádios com teto e oito quadras fechadas em Melbourne Park”, disseram os organizadores do Aberto da Austrália na conta oficial de Twitter do evento em reação às indagações nas redes sociais. “No caso improvável de condições de fumaça extrema, os tetos serão fechados nas três quadras dos estádios e os jogos continuarão no ambiente com ar condicionado e filtrado. Se a fumaça se infiltrar nas três quadras dos estádios, o sistema de ar condicionado a filtrará”, garantiu a organização.

Normalmente os tetos retráteis são usados para continuar as partidas quando há chuva ou calor extremo, e as disputas são suspensas nas outras 22 quadras.



Fale com a Redação

3 × cinco =