Cascavel – A espera de quase uma semana chega ao fim nesta sexta-feira, com a chegada de mais vacinas contra a covid-19. Os municípios retomam a aplicação da primeira dose em pessoas com 65 ou mais.

Em Cascavel, por exemplo, a imunização havia sido suspensa no último sábado, quando já foi aplicada restrição por mês de nascimento devido ao pouco estoque. Ao longo da semana, apenas a segunda dose estava sendo aplicada. A Secretaria Municipal de Saúde acredita que todas as 2.660 doses sejam aplicadas ainda nesta sexta, por isso o atendimento foi estendido até as 22h, para evitar longas filas e espera.

A paralisação aconteceu em todas as cidades da região. Em Foz do Iguaçu, por exemplo, a aplicação da primeira dose está suspensa há uma semana e meia.

A intenção, destacou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, é começar as aplicações que protegem contra o coronavírus já nesta sexta-feira (9), aproveitando o fim de semana para intensificar a campanha Vacina Paraná de Domingo a Domingo. A mobilização contra a Influenza (gripe A), por sua vez, terá início na próxima segunda-feira (12).

A todo o Paraná, foram distribuídas as 241.910 doses de imunizantes contra a covid-19, sendo 127.110 da AstraZeneca/Oxford/Fiocruz e 114.800 da Coronavac/Butantan.

A remessa da AstraZeneca está dividida em 73.860 para aplicar como primeira dose em idosos de 65 a 69 anos e 53.250 como segunda dose para os trabalhadores de saúde imunizados em janeiro, quando o primeiro lote do medicamento chegou ao Paraná. O intervalo de aplicação desse imunizante é de três meses. Há, ainda, 5% das doses separadas como reserva técnica, seguindo o protocolo do PNI (Plano Nacional de Imunização) elaborado pelo Ministério da Saúde.

Já as doses do Butantan estão divididas entre 25.040 para idosos de 65 a 69 anos e 2.277 para profissionais de segurança pública, ambas destinadas para a primeira aplicação. Outras 70.715 são para idosos entre 70 e 74 anos e 11.212 para trabalhadores da saúde, ambas como segunda dose, além da reserva técnica de 5%.

Influenza

Os municípios também receberam ontem as vacinas contra a Influenza. No total, foram distribuídas 372 mil doses nessa primeira remessa.

A 23ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, que terá início na segunda, dia 12, seguirá até 9 de julho. A meta para todos os estados, segundo o governo federal, é imunizar pelo menos 90% dos grupos prioritários. O Paraná deverá vacinar 4,4 milhões de pessoas.

“Vamos trabalhar com duas campanhas simultaneamente, contra a covid-19, já em andamento, e a partir do dia 12 contra a Influenza. O Paraná tem expertise em vacinação, conta com uma rede com 1.850 salas de vacina distribuídas por todos os municípios e equipes capacitadas e preparadas”, reforçou Beto Preto.

A imunização será feita de forma escalonada. Os grupos prioritários serão distribuídos em três etapas. Na primeira, de 12 de abril a 10 de maio, serão imunizadas crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas, povos indígenas e trabalhadores da saúde.

Na segunda fase, de 11 de maio a 8 de junho, a vacinação será para pessoas com 60 anos ou mais, professores das escolas públicas e privadas. Na terceira etapa, de 9 de junho e 9 de julho, estão pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso, trabalhadores portuários, forças de segurança e salvamento, forças armadas, funcionários do sistema de privação de liberdade, população privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas.

Orientação

O Ministério da Saúde não recomenda a aplicação das vacinas contra a covid-19 e contra a gripe simultaneamente. A orientação, neste momento, é priorizar a imunização contra a covid-19 e respeitar o intervalo de 14 dias entre uma e outra dose.

Doses de vacina contra a covid-19 que cada Regional de Saúde recebe:

 

1ª RS – Paranaguá – 2.960 AstraZeneca e 2.780 CoronaVac: 5.740 doses

2ª RS – Metropolitana – 39.210 AstraZeneca e 32.930 CoronaVac: 72.140 doses

3ª RS – Ponta Grossa – 6.035 AstraZeneca e 5.570 CoronaVac: 11.605 doses

4ª RS – Irati – 1.600 AstraZeneca e 1.380 CoronaVac: 2.980 doses

5ª RS – Guarapuava – 4.370 AstraZeneca e 4.050 CoronaVac: 8.420 doses

6ª RS – União da Vitória – 1.665 AstraZeneca e 1.430 CoronaVac: 3.095 doses

7ª RS – Pato Branco – 2.780 AstraZeneca e 2.620 CoronaVac: 5.400 doses

8ª RS – Francisco Beltrão – 4.095 AstraZeneca e 3.760 CoronaVac: 7.855 doses

9ª RS – Foz do Iguaçu – 4.665 AstraZeneca e 3.520 CoronaVac: 8.185 doses

10ª RS – Cascavel -7.250 AstraZeneca e 5.220 CoronaVac: 12.470 doses

11ª RS – Campo Mourão – 3.860 AstraZeneca e 3.660 CoronaVac: 7.520 doses

12ª RS – Umuarama – 3.275 AstraZeneca e 3.130 CoronaVac: 6.405 doses

13ª RS – Cianorte – 1.670 AstraZeneca e 1.440 CoronaVac: 3.110 doses

14ª RS – Paranavaí – 3.175 AstraZeneca e 3.010 CoronaVac: 6.185 doses

15ª RS – Maringá – 10.100 AstraZeneca e 9.110 CoronaVac: 19.210 doses

16ª RS – Apucarana – 4.265 AstraZeneca e 4.200 CoronaVac: 8.465 doses

17ª RS – Londrina – 12.485 AstraZeneca e 13.300 CoronaVac: 25.785 doses

18ª RS – Cornélio Procópio – 2.790 AstraZeneca e 2.720 CoronaVac: 5.510 doses

19ª RS – Jacarezinho – 3.400 AstraZeneca e 3.150 CoronaVac: 6.550 doses

20ª RS – Toledo – 4.335 AstraZeneca e 4.910 CoronaVac: 9.245 doses

21ª RS – Telêmaco Borba – 1.555 AstraZeneca e 1.430 CoronaVac: 2.985 doses

22ª RS – Ivaiporã – 1.570 AstraZeneca e 1.480 CoronaVac: 3.050 doses

TOTAL – 127.110 AstraZeneca e 114.800 CoronaVac: 241.910 doses

 

Doação de alimentos

O Provopar de Cascavel estará no Centro de Eventos recebendo a doação voluntária de alimentos de quem for se vacinar. A entidade vai se encarregar de entregar para as pessoas necessitadas. “A intenção é beneficiar famílias vulneráveis neste momento difícil. Ninguém é obrigado, mas a colaboração é fundamental para ajudar quem mais precisa”, ressalta Fabíola Paranhos, presidente de honra do Provopar.

 

Brasil tem novo recorde de mortes: 4.249 óbitos

O Brasil registrou nessa quinta-feira (8) novo recorde de mortes em decorrência da covid-19, com 4.249 óbitos nas últimas 24 horas, e 86.652 novas infecções, de acordo com o levantamento do Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde).

Com isso, o País acumula 13.279.857 de casos confirmados e 345.025 óbitos desde o início da pandemia.

No Paraná, o boletim da Secretaria de Estado da Saúde informa 4.777 casos e 374 mortes em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus. Os dados acumulados do monitoramento da covid-19 mostram que o Paraná soma 868.567 infectados desde o início da pandemia, dos quais 18.375 não sobreviveram.

As mortes são de 147 mulheres e 227 homens, com idades que variam de 26 a 99 anos, ocorridas de 4 de abril de 2020 a 8 de abril de 2021.