A Secretaria Municipal da Saúde de Foz do Iguaçu está preocupada com o alto número de pessoas com a segunda dose da vacina contra a covid-19 em atraso. Pelo menos 2,7 mil moradores não retornaram às unidades de saúde ou à sede da Vigilância para completar a imunização.

Foz do Iguaçu tem, até o momento, 96,1% da população adulta vacinada com a primeira dose e 32,6% completou a imunização com a segunda dose ou dose única.

“É uma preocupação muito grande, já que somente com as duas doses conseguimos garantir a proteção suficiente para combater o vírus. Reforçamos o pedido para que a população fique atenta à data informada para o retorno, e mesmo aqueles que perderam o dia determinado, que compareçam à unidade de saúde para receber a segunda dose”, disse a secretária de saúde, Rosa Maria Jerônymo.

Ela lembra que desde o início da campanha de vacinação, em janeiro, nunca houve registro de falta de vacinas para aplicação das segundas doses. “Sempre trabalhamos com planejamento e nunca deixamos faltar as segundas doses em nenhuma unidade de saúde. O que tem acontecido é que, por descuido, as pessoas deixam passar a data para o retorno”, pontuou a secretária.

De acordo com a diretora de Atenção Básica, Jaqueline Tontini, outro fator que contribui para essa ausência é o receio quanto aos efeitos colaterais da vacina. “Quem tomou a primeira dose da AstraZeneca e teve alguma reação fica com medo de receber a segunda dose. Com um trabalho constante das equipes conseguimos reverter essa situação. Na maioria das vezes, obtivemos sucesso na busca ativa”, afirma. O trabalho de convencimento é feito pelos agentes comunitários de saúde (ACS), que vão até a casa das pessoas após a comprovação da ausência.

Vacinação

Somente em agosto, mais de 36 mil pessoas devem receber a segunda dose do imunizante. O público é formado por pessoas de 50 a 64 anos, com comorbidades, trabalhadores da saúde e da educação. Para receber a segunda dose, o morador deve retornar à unidade básica de saúde no dia e horário determinados. “Quando essas pessoas receberam a primeira dose, elas já saíram da unidade com a data e o horário para o retorno. Não há necessidade de agendar o atendimento pelo site da prefeitura, basta procurar a mesma unidade de saúde. Quem vacinou na Vigilância também deve voltar no dia determinado”, informa a coordenadora do programa de imunização, Adriana Izuka.